Publicidade
home / beleza /

corpo

 Assine o RSS de Beleza

Joanete? A gente responde suas dúvidas

O ossinho saltado na lateral do pé incomoda muitas mulheres, principalmente as que adoram salto alto, mas não precisa ser um sofrimento, como esclarecem os ortopedistas Marco Túlio Costa e Jorge Mitsuo Mizusaki,de São Paulo, e o podólogo Alessandro Guerra, da rede Doctor

Por Carla Conte

pé Marcelo Correa

1. O que é joanete?
Ele ocorre quando há um deslocamento lateral da articulação do dedão do pé, dando a falsa impressão de que o osso cresceu. Na maioria das vezes, a causa é genética, mas o uso frequente de salto alto, sapato apertado ou de bico fino também pode desencadear o problema. As vítimas mais comuns são as mulheres a partir dos 30 anos.

2. Tem tratamento?
O principal cuidado para prevenir é usar calçados com a parte da frente larga e arredondada, que não aperte os dedos. Em casos extremos, em que a paciente sente dor, fisioterapia e acupuntura são boas alternativas.

3. E existe cura?
Apenas a cirurgia é capaz de corrigir o joanete. Mas os médicos só recomendam quando a deformidade no pé é acompanhada de dor intensa. Nesse caso, ela tem que ser feita em centro cirúrgico, com anestesia raquidiana ou peridural. A recuperação leva, em média, dois meses. Durante esse período, normalmente a paciente pode andar, ainda que tenha um pouco de desconforto, mas deve usar sempre uma sandália ortopédica, encontrada em lojas especializadas, ou sapato com solado totalmente rígido (tipo de madeira), que impeça a flexão dos dedos e a sobrecarga na parte da frente do pé. Quando a motivação é estética, a operação não é indicada.

4. Pode piorar com o tempo?
As pacientes que tiverem uma articulação mais esférica ou um afrouxamento dos tendões e ligamentos estão mais sujeitas a ter uma piora progressiva ao longo dos anos, mas isso é determinado pela genética. O principal fator que leva ao agravamento do joanete é a falta de cuidados preventivos, como o uso de sapatos adequados.

5. Acessórios ortopédicos resolvem?
Existem separadores de dedo de silicone, que você pode utilizar o dia inteiro, e corretivos para uso noturno que aliviam as dores em muitos casos, além de retardar ou impedir a evolução do quadro. No entanto, eles não corrigem a deformidade.

6. Posso praticar qualquer tipo de atividade física?
Sim, desde que a modalidade não cause dor ou incômodo. Quem gosta de correr pode usar um modelo de tênis flexível e confortável, de preferência que evite o atrito com a lateral do pé. Outra dica é comprar um calçado um número maior do que o seu, o que ajuda a garantir o conforto durante a prática. Caso a dor persista, o caminho é optar por uma atividade que não provoque impacto forte nos pés – como natação, ioga e hidroginástica.

Continue Lendo
 
Busca BOA FORMA
FITNESS DIETA RECEITA
publicidade  |  Anuncie
 
publicidade  |  Anuncie