Os produtos antiquebra como aliados

Os xampus antiquebra e antiqueda prometem solucionar dois dos nossos piores pesadelos. Veja a diferença entre eles e conheça os ativos que fortalecem os fios

Foto: Chris Parente

Para quem está sentindo o cabelo ralinho e enfraquecido, salvar alguns fios usando a dupla xampu e condicionar é um apelo e tanto. Mas, afinal, os produtos antiquebra e antiqueda funcionam? Sim, desde que suas formulações contenham ativos que atuem nos fios, no couro cabeludo e, em alguns casos, no bulbo capilar. Antes de escolher o cosmético para o seu caso, vale diferenciar a quebra do fio da queda dos folículos propriamente ditos. “Estresse e doenças hormonais podem causar queda. Químicas e secadores seriam responsáveis pela quebra, por exemplo”, explica Sérgio Marucci, técnico em química e cosméticos profissionais, de São Paulo.

Atualmente, com os avanços tecnológicos, é possível tratar a quebra com o uso de cosméticos. No caso da queda, no entanto, buscar uma avaliação médica e associar tratamentos e, às vezes medicamentos, aos xampus e às loções pode fazer a diferença. Voltando à quebra: a principal vantagem dessa nova gama de produtos é que eles funcionam, antes de tudo, como prevenção a esses problemas. Como os xampus antiquebra limpam os fios sem agredi-los e ajudam a restaurar a camada lipídica, previnem o ressecamento e proporcionam melhor condicionamento. Assim, além de os fios se tornarem mais resistentes, ficam mais fáceis de desembaraçar. Conheça os melhores ativos.

Filme protetor
Para evitar que as cutículas se abram e enfraqueçam o interior da fibra, os produtos devem conter substâncias que formem um filme superficial, capaz de impedir a perda da umidade natural, mantendo a flexibilidade do cabelo e, dessa forma, evitando a quebra. “É o caso do silicone, importantíssimo nos processos de quebra mecânica durante o pentear, e nos térmicos, como o uso de chapinha e do secador”, explica Sônia Corazza, engenheira química especializada em cosmetologia.

Força na estrutura
Aminoácidos (alanina, cisteína, arginina, lisina, serina e glicina, entre outros), além de queratina, ceramidas, peptídeos e proteínas hidrolisadas, são outros ativos presentes nesses produtos que servem para reestruturar a cutícula e fortalecer o fio na sua camada interna. Eles repõem a perda de massa capilar após processos de coloração, alisamentos e descoloração.

Oxigenação no couro cabeludo
No couro cabeludo, os xampus e condicionadores antiqueda, por sua vez, apresentam ativos vasodilatadores periféricos (como a capsaicina e a nicotinamida), que estimulam a circulação sanguínea, além de facilitar a alimentação do bulbo capilar. Esses componentes são fundamentais nos cabelos que sofreram alisamento e descoloração. Outro problema no couro decorrente de alisamentos
e escovas progressivas é a descamação. Para melhorar essa disfunção e a qualidade do fio, ativos queratolíticos, como o ácido salicílico, presente em alguns xampus anticaspa, também podem fazer parte da formulação e reduzir a perda do fio.
 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s