Publicidade
home / beleza /

rosto

 Assine o RSS de Beleza

Uma pele perfeita começa com uma boa limpeza

Uma pele bonita exige limpeza especializada

Por Maria Carolina Balro | Foto Eduardo Delfim

Eduardo Delfim

Continue Lendo

1 - É necessário fazer a limpeza de pele com profissionais?

Apenas a limpeza do dia-a-dia costuma não ser suficiente para remover tantas impurezas. O método dos salões de estética e clínicas dermatológicas é o mais eficaz para deixar a pele livre de secreções que deveriam ser expelidas naturalmente, mas que, por algum motivo camadas de poluição, por exemplo, ficaram retidas dentro do poro, esclarece o dermatologista Paulo Barbosa, de Salvador. Outra vantagem: auxilia na hidratação cutânea, recuperando o brilho e o viço.

2 - É melhor fazer a limpeza de pele por sucção ou por extração manual?

Ambas são recomendadas. O primeiro é menos doloroso, já que apenas suga a sujeira com a ajuda de um equipamento que produz vácuo. É mais superficial se comparado à manual, que retira as impurezas mais profundas. O método por sucção não consegue medir o quanto o poro foi totalmente limpo. Justamente por ser a vácuo, retira o que está mais na superfície. Já a extração manual, como o próprio nome revela, tem maior sensibilidade e tato para se saber quanto do cravo foi removido e o que ainda falta, diz a dermatologista Áurea Lopes, de São Paulo.

3 - Todas as peles precisam fazer uma limpeza do tipo de salão?

Não. A pele sem tendência aacne, sendo jovem ou madura, não precisa, diz Áurea. Se mesmo assim a cliente desejar fazer uma limpeza, não há contra-indicação. É só uma questão de lógica. Os médicos dizem que esse tipo de pele não acumula sujeira.

4 - Para que tipo de pele, então, essas limpezas são indicadas? As mais oleosas?

Independentemente da técnica sucção ou manual , a limpeza será sempre indicada quando há cravos e comedões. E não importa o tipo de pele, explica a profissional, mestre em dermatologia pela Universidade Federal de São Paulo.

5 - Com que frequência se deve fazer essa limpeza? Uma vez por mês?

Não há regra. Tudo depende danecessidade da pele. Mas, normalmente, o bom intervalo entre uma limpeza e outra é 30 dias, explica a médica. Como as oleosas e mistas têm maior propensão a cravos, é recomendado um controle da secreção sebácea no dia-a-dia e uma extração em clínica a cada 20 ou 30 dias. Peles secas podem fazer a limpeza de pele a cada dois ou até quatro meses. Mesmo assim, mais do que extrair cravos e comedões, o procedimento dá maior ênfase à hidratação; aquela máscara que finaliza a limpeza.

6 - Há idade para começar a fazer limpeza de pele?

Não. O processo é indicado paraas peles mais irritadas; com acne inflamada ou exposta. Essas precisam de um cuidado mais freqüente porque estão constantemente produzindo secreções sebáceas em excesso. Quanto antes se começa a limpeza, melhor. Assim evita-se a piora na inflamação, explica Áurea.

7 - Quanto tempo demora o procedimento?

Depende. Uma limpeza mais superficialpode demorar 30 minutos. Já a completa, uma hora e meia. Em São Paulo, no Instituto Anna Pegova, o método tem várias etapas. Começa com a higienização, depois vapor para dilatar os poros, extração dos cravos com aparelho de sucção e finaliza com uma máscara indicada para ca da tipo de pele, tônico, hidratante e filtro solar. A máscara é indicada por que a limpeza agride a pele. Para quem prefere a extração manual, há o Jacques Janine e o Studio W, por exemplo.

8 - É verdade que a limpeza de pele ajuda os produtos cosméticos a agir melhor?

Segundo Paulo Barbosa, a cada ciclode renovação cutânea, que dura entre 23 e 28 dias, a pele acumula impurezas. Para potencializar a eficácia dos cosméticos, a orientação é fazer a limpeza profunda antes de começar a usar o produto. Além de desobstruir os folículos pilo-sebáceos, há uma microexfoliação, o que permite a maior absorção dos cremes.

Leia também
 
Busca BOA FORMA
FITNESS DIETA RECEITA
publicidade  |  Anuncie
 
publicidade  |  Anuncie
 

Rede MdeMulher
Publicidade