Publicidade
home / beleza /

rosto

 Assine o RSS de Beleza

Tira dúvidas: pele oleosa

Não há quem não se incomode com o rosto constantemente gorduroso e brilhante. A culpa é da produção exagerada de sebo, que, embora seja uma tendência definida pela genética, pode ser controlada. As dermatologistas Valeria Campos, de Jundiaí (SP), e Renata Domingues, do Rio de Janeiro, esclarecem como

Por Marcia Di Domenico

moça

P. Preciso usar hidratante facial mesmo assim?
R. Sim, pois a película de gordura que se forma na superfície da pele não garante a hidratação das camadas cutâneas mais profundas. Além disso, como a oleosidade costuma se concentrar na testa, nariz e queixo, é comum ter áreas ressecadas nas bochechas e no pescoço. Para hidratar sem piorar a sensação de rosto engordurado, o melhor é escolher um cosmético em gel, gel-creme ou loção livre de óleo e, de preferência, com ação matificante, que absorve o excesso de brilho e mantém a pele com aspecto sequinho. Fórmulas com alfa-hidroxiácidos (como ácido lático ou glicólico) são uma boa pedida: hidratam, reduzem a produção de sebo e estimulam a renovação das células.


P. Posso usar demaquilante bifásico no rosto inteiro?
R. Esse tipo de produto é indicado para facilitar a remoção de cosméticos à prova d´água, principalmente máscara para cílios e delineador. Tudo bem usá-lo na área ao redor dos olhos, naturalmente mais ressecada que a face. No restante do rosto, o melhor é retirar a maquiagem lavando com sabonete específico para pele oleosa.


P. Quero usar filtro solar, mas a maioria das fórmulas pesa na minha pele. O que eu faço?
R. Além dos produtos em texturas mais fluidas, existem filtros capazes de bloquear a radiação ao mesmo tempo em que controlam a secreção de sebo e deixam a pele com aspecto opaco. Outra alternativa é aplicar (e reaplicar durante o dia) pó facial com FPS, que protege e matifica a pele.


P. Passo adstringente várias vezes por dia, para aliviar a sensação de pele pegajosa. Está certo?
R. Não, pois o exagero (seja no uso de adstringente, seja na limpeza com sabonete) pode levar ao efeito rebote: as glândulas sebáceas passam a produzir mais gordura para repor a barreira de proteção que foi removida. Lavar o rosto duas vezes diariamente - de manhã e à noite - é o suficiente. Se você se sentir incomodada, pode utilizar folhas antibrilho para enxugar a oleosidade ao longo do dia.


P. Posso lavar com sabonete esfoliante todo dia, para remover os cravinhos que incomodam?
R. Não. Além de eliminar apenas os cravos superficiais, a agressão do processo pode levar ao efeito rebote. A esfoliação serve para retirar as células mortas e as impurezas da pele, deixando-a mais lisinha - pode ser feita dia sim, dia não, com um esfoliante suave. Quanto aos cravos, o melhor é removê-los com uma limpeza de pele feita no consultório da dermatologista a cada um ou dois meses.


P. Maquiagem cremosa pode piorar o problema?
R. Sim, principalmente se o produto - base, blush ou corretivo - for muito espesso ou oleoso. Além de depositar sobre a pele, obstrui os poros e pode provocar acne. O ideal é procurar cosméticos fluidos, oil free, em pó e, de preferência, próprios para pele oleosa.


P. O que eu como influencia na oleosidade da pele?
R. Sim. Mas, ao contrário do que muita gente pensa, a principal vilã da pele oleosa não é a gordura, e sim os carboidratos refinados, como pão, macarrão e biscoitos feitos com farinha branca, além dos doces em geral. Eles elevam rapidamente os níveis de açúcar no sangue e a secreção de insulina, o que estimula as glândulas sebáceas.

Continue Lendo
 
Busca BOA FORMA
FITNESS DIETA RECEITA
publicidade  |  Anuncie
 
publicidade  |  Anuncie
 

Rede MdeMulher
Publicidade