A rotina fitness de Fernanda Gentil na gravidez e no pós-parto

A apresentadora Fernanda Gentil fala sobre sua rotina de exercícios

A vida apresentadora Fernanda Gentil passou por muitas mudanças no ano passado: ela teve um filho, se separou do marido e namorado de adolescência, cobriu as Olimpíadas, encontrou um novo amor – a jornalista Priscila Montandon e começou a apresentar o Esporte Espetacular. Ela assumiu o papel com a irreverência de sempre e um shape 5 quilos mais sequinho que o habitual. “Demorei a me adaptar à nova rotina sozinha com as crianças [além de Gabriel, ela cria o afilhado Lucas, de 9 anos]. O bom da natação é que posso encaixar antes de qualquer compromisso”, diz. Ela conta um pouco da sua rotina de exercícios.

Mamãe fit

“Não tenho tanto tesão por academia, mas foi a solução que melhor se encaixou na minha vida quando abandonei o esporte. Corria e fazia musculação com o objetivo de estar bem, saudável, com o corpo em movimento. Continuei os exercícios durante a gravidez do Gabriel – até fiz uma série, Mamãe Gentil, na TV. Eu fui descobrindo tudo junto com os telespectadores: os cuidados em cada fase, com que frequência e intensidade malhar… Às vezes você tem uma ideia de que ‘Ah, engravidei, tô de altos da vida!’ [risos] E nããão! Quanto mais fizer exercício, melhor para você, para a criança, para quem está à sua volta… porque você fica muito mais disposta! Como é um assunto tabu ainda, eu contei com uma equipe bem bacana (tinha personal, nutricionista e terapeuta) e com as dicas de mães famosas e anônimas. Não funcionou muito para eu não engordar [risos] – afinal de contas, ganhei 15 quilos. Mas fiquei bem e inteira até o último momento”

Leia mais: Saiba o que não pode faltar no cardápio da Fernanda Gentil

Licença para não malhar

“Quando tive bebê, confesso, passei uma época sedentária. Eu quis curtir minha primeira licença-maternidade. Fiz questão de ficar muito com o Gabriel porque sabia que logo voltaria à minha vida normal, e aí o tempo que você tem é outro. Fiquei seis meses paradassa. Assim que voltei a trabalhar, não consegui conciliar a rotina com filho pequeno. Piorou quando me separei e fiquei sozinha em casa com eles. No fim do ano passado, falei ‘chega’. Já estava me sentindo mal. Eu que sempre fiz tanta coisa! Precisava suar, ter essa adrenalina no corpo, a sensação da endorfina. Botei o Gabriel e o Lucas na natação e decidi experimentar também.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s