Publicidade
• Nesta edição
• Edições anteriores
• Receba a newsletter
home / comportamento /

sexo & paquera

Assine o RSS de Comportamento

O tesão sumiu? Traga-o de volta para sua cama

Rotina, cansaço, hormônios, ansiedade... Diversos fatores podem minar a sua vontade de transar, mas você não precisa se conformar coma libido em quedae simplesmente torcer paraa má fase passar. Inspire-se nas nossas estratégias para deixar o seu desejo em ponto de bala

Por Camila Dourado

casal

Toda mulher experimenta períodos de tesão em baixa de vez em quando, o que o dia a dia estressante, as preocupações com o trabalho ou uma chateação com o parceiro na maioria das vezes explicam. Os números confirmam: segundo o Estudo da Vida Sexual do Brasileiro, conduzido pelo Projeto Sexualidade (ProSex) no Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, 22% das mulheres apresentam falta de libido e dificuldade de chegar ao orgasmo. Os especialistas defendem que quando o desânimo dura mais de seis meses, é importante investigar a causa e procurar tratamento. Se não for o seu caso, o mais provável é que você seja mesmo vítima da rotina ou da monotonia, que rouba a energia que deveria gastar na cama. Chega de transa mecânica e sem preliminares - ou de dar desculpas para não transar. Preparamos um coquetel de
ideias quentes que vão resgatar o seu prazer. Delicie-se.

Malhe o foco do prazer

Boa parte das disfunções sexuais femininas - perda da libido e dificuldade de chegar ao orgasmo, por
exemplo - tem a ver com problemas no assoalho pélvico, comprovou um estudo publicado no periódico americano Obstetrics & Gynecology. A culpa é quase sempre da musculatura enfraquecida dessa região, que sustenta útero, bexiga e ovários e pode levar a dores pélvicas, falta de lubrificação e outros dramas que atrapalham sua intimidade. Como qualquer músculo, a saída para colocá- lo em forma é malhá-lo. "Quanto mais forte a musculatura pélvica, menor fica o diâmetro do canal vaginal e maior o prazer para o homem e para a mulher na hora da penetração", fala a fisioterapeuta Débora
Pádua, especializada em uroginecologia, de São Paulo. Como estimula a circulação na região, treinar
essa musculatura ainda aumenta a sensibilidade ao toque e ao contato com o pênis - assim como suas chances de chegar ao clímax. Basta contrair (como se você fosse segurar o xixi) e relaxar o períneo (a região que vai da vagina ao ânus) 30 vezes todos os dias - é o que a gente chama de pompoarismo. O bom é que dá para fazer no trabalho, no carro, no cinema... e a dois, sugando o pênis dele. Também há as bolinhas próprias para pompoar, que, com imaginação e bom humor, viram brinquedinho na hora do sexo. "Quando você aprende a controlar o períneo, fica fácil relaxar, conduzir a relação e ir atrás do prazer", completa Débora.

Estimule o tesão com as agulhas

A gente vive falando da acupuntura para tratar doenças, conflitos emocionais e até para controlar a vontade de fumar. Mas a terapia, que equilibra as energias do organismo por meio das agulhas, também pode ajudar a devolver a disposição na cama. "A libido está relacionada ao rim - que comanda o corpo e é responsável pela nossa disposição - e ao fígado, que rege os músculos, portanto o pênis e a musculatura vaginal", explica o acupunturista Cid Reis, de São Paulo. "Se esses órgãos não estiverem saudáveis, o reflexo será a falta de desejo sexual." Outro vilão da libido em baixa é o stress: é que o cortisol, hormônio secretado em situações de tensão, altera a ação dos neurotransmissores responsáveis pela sensação de prazer e bemestar. Nesse caso, a tarefa da acupuntura é estimular os pontos que estimulam a liberação dessas substâncias (serotonina, endorfina e dopamina) - são mais de 25 pelo corpo, de acordo com o especialista.

Encontre a posição para chegar lá

Pensando em comprar uma edição ilustrada do Kama Sutra para ver se consegue mais prazer na cama? Desnecessário. Algumas posições, bem básicas até, são favoráveis para a mulher, porque vão direto nos pontos que levam ao orgasmo. "As melhores são as que estimulam a região anterior e a superior da vagina, onde ficam o corpo do clitóris e o ponto G", explica a ginecologista e terapeuta sexual Franciele Minotto, do Mato Grosso. Descubra como transformar três posições comuns em surpresas mais do que agradáveis.

Papai mamãe: é a mais confortável para a gente, mas sabendo explorar, não tem nada de monótona. O pênis alcança a parte anterior da vagina, onde está o maior ponto de excitação para grande parte das mulheres", comenta Franciele Minotto. Difícil chegar lá? Alcance o clitóris com os dedos. Ele vai ficar louco vendo-a se masturbar e você... também.

Você por cima: a transa com você sobre o parceiro deitado permite que você tome as rédeas e encontre os movimentos e a velocidade ideais para o seu prazer. Quer mais tesão? Incline- se para trás, varie as intensidades da penetração e surpreenda-o sugando e soltando o pênis dele.

Cowgirl: o homem fica sentado e você senta por cima, de frente e com as pernas entrelaçadas na intura dele. "A posição estimula a parte anterior da vagina e permite a fricção do clitóris com o púbis do parceiro, o que provoca prazer intenso", fala Franciele. O tesão também nasce do olho no olho e do contato físico, já que os corpos ficam bem colados e vocês veem de perto o prazer que estão dando um ao outro.

Respire sexo

Já ouviu falar em kundalini ioga? É a modalidade que prepara para o sexo tântrico por meio do linhamento dos chacras, os centros energéticos do corpo - não é à toa que a energia kundalini é representada por uma serpente, que atravessa o corpo da base da coluna ao topo da cabeça. "Com
base nos exercícios de respiração, nas posturas e contrações corporais, é possível despertar a sexualidade", fala a terapeuta Padma Sherab, especializada em ioga tântrica sexual, de São Paulo. "Exercitando a energia sexual, você ganha consciência plena do próprio corpo e do seu potencial de edução, o que ajuda a resgatar o feminino e a autoestima." Resultado: mais sexo e muito melhor, já que autoconhecimento e autoconfiança são meio caminho andado para você se soltar, brincar e curtir o sexo. Quer ativar essa fonte interna de prazer? Padma dá o passo a passo da respiração solar e lunar, que trabalha e equilibra a energia masculina e a feminina em você, deixando-a plena. Acompanhe:

1. Sentada com as pernas cruzadas e as costas eretas, feche a narina direita com os dedos indicador e médio da mão direita e inspire pela esquerda, contando cinco segundos e contraindo o períneo. 

2. Retenha o ar e mantenha o períneo contraído por dez segundos. Usando os mesmos dedos, indicador e médio, feche a narina esquerda e expire pela direita, contando cinco segundos e relaxando a musculatura contraída.

3. Inspire pela narina direita, contando cinco segundos e contraindo o períneo. Retenha o ar e a contração por dez segundos. Então, feche a narina direita e expire pela esquerda, contando cinco segundos e relaxando. A sequência equivale a uma respiração. Repita dez vezes.

Caia de boca nos sabores afrodisíacos

Ovo de codorna, amendoim, ostra... Quando o assunto é o que comer para transar mais e melhor, deixe os mitos de lado. Afinal, não há comprovação científica de que qualquer alimento atue diretamente no desejo sexual. Mas o fato é que alguns afetam os hormônios, a contração muscular ou
o fluxo sanguíneo, aspectos que podem contribuir para mais disposição e melhor desempenho na hora H. "Pimenta, ginseng e gengibre são alguns deles. Mas todos precisam ser consumidos com regularidade para que façam efeito", avisa o endocrinologista Antônio Carlos Minuzzi, da Clínica de Medicina Avançada AmaDerm, no Rio de Janeiro. Conheça alguns aliados do sexo.

Pimenta: a capsaicina, substância que faz arder a boca, também esquenta o sexo, pois faz aumentar a irrigação sanguínea no pênis, na vagina e no clitóris.

Gengibre e ginseng: estimulam a produção de neurotransmissores que atuam diretamente no impulso sexual, como a noradrenalina.

Banana: além do formato fálico - um estímulo à imaginação -, é rica em potássio e vitamina B, bons para a produção de hormônios sexuais.

Chocolate: cientistas britânicos comprovaram que as mulheres liberam quatro vezes mais endorfinas depois de comer chocolate do que após um carinho. Essas substâncias aumentam a sensação de prazer e bem-estar e deixam você pronta para o sexo. Combine com uma taça de vinho e multiplique o poder de fogo do doce.

Vinho tinto: a casca da uva roxa tem resveratrol, que, de acordo com pesquisadores da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, eleva a produção de estrógeno e o apetite sexual, além de facilitar a lubrificação feminina.

Continue Lendo
 
Busca BOA FORMA
FITNESS DIETA RECEITA
publicidade  |  Anuncie
 
publicidade  |  Anuncie
 

Rede MdeMulher
Publicidade