11 receitas deliciosas para fazer com grão-de-bico

Hambúrguer, quiche, snack e sopa. Essas são algumas das delícias que você pode preparar com o grão-de-bico – um alimento versátil, que oferece proteína, fibras e outras substâncias que ajudam a proteger o coração e (quem diria!) a afinar a cintura!

Existem mil motivos para você pegar um saquinho de grão-de-bico na próxima ida ao supermercado. Rico em carboidrato complexo, é um alimento de baixo índice glicêmico, ou seja, fornece energia sem provocar pico de insulina no sangue, diminuindo o risco de você engordar. As fibras, solúveis e insolúveis, também ajudam a saciar com facilidade. Mas é a proteína que faz dessa leguminosa (da mesma família dos feijões) uma boa escolha para complementar o cardápio do dia a dia com o nutriente responsável pelo ganho e pela manutenção dos músculos. 

Se você costuma consumir o grão-de-bico apenas na forma de salada, vai se surpreender com a versatilidade desse ingrediente, ele pode ser usado em várias preparações, como o hambúrguer ao lado. Veja também as receitas de quiche, snack, falafel, sopa e bolo (sim, dá para fazer até doce), sugeridas por chefs e nutricionistas, que apostam no sabor e no valor nutricional do grão. 

Por ser de origem vegetal, a proteína do grão-de-bico é considerada incompleta. Mas, combinada ao arroz, essa falha é reparada. ´´Esses dois alimentos, juntos, formam uma combinação de aminoácidos essenciais próxima à da proteína da carne, com alto valor biológico´´, explica Maria Cecília Corsi, nutricionista e proprietária da clínica e bistrô Liv Light.

Segundo a nutricionista Patrícia Davidson, do Rio de Janeiro, uma revisão de estudos sobre a leguminosa publicada no periódico científico British Journal Nutrition confirmou a presença não só dos nutrientes já citados mas também de quantidades importantes de minerais (magnésio, cobre, ferro e manganês) e vitaminas B1 e B6 e ácido fólico. Mais ainda: o grão-de-bico tem betassitosterol, que, além de reforçar nossas defesas, reduz os níveis de cortisol – hormônio relacionado à compulsão alimentar e ao acúmulo de gordura na região abdominal.

Conclusão: é um alimento que não só facilita a perda de peso como também evita a formação de novos estoques ao redor da cintura. Então, inclua-o na sua lista de compras e aproveite nossas receitas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s