4 situações em que os hormônios femininos sabotam a dieta

Mesmo que você tenha bons hábitos, algumas fases da vida da mulher, como a TPM e a gravidez, requerem cuidado redobrado

TPM
Um pouco antes da menstruação, a retenção de líquidos é inevitável, assim como o desejo por doces e carboidratos. “A cada sete dias, a mulher tem um padrão hormonal que mexe com as emoções e pode desequilibrar a dieta”, alerta Malcolm. Para combater a retenção, a endocrinologista Maria Edna de Melo, diretora da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso), avisa que é importante reduzir o sal e evitar o consumo de diuréticos. “Eles podem provocar alterações renais e só devem ser tomados com orientação médica”, avisa.

Pós-parto
“É um período muito frágil na vida da mulher: ela tem que se sentir atraente, ser amante, mãe e provedora”, define o ginecologista Malcolm Montgomery, autor de Era Uma Vez a Menopausa – Hormônio – Sexo – Poder (Integrare Editora). Ganhar peso é um risco latente. Pior ainda se você já tiver iniciado a gravidez um pouco fora de forma. Ou seja: controlar o consumo de calorias é prioridade máxima, por mais chato que seja. Se, de fato, amamentar e acompanhar ativamente o desenvolvimento do bebê são emagrecedores incontestáveis, é preciso ficar claro que nem toda mãe dá conta desse recado. “Não existe uma receita de bolo para a mulher se reequilibrar, e isso deve ser respeitado”, diz o ginecologista. Dê tempo ao tempo, mas mantenha suas estratégias saudáveis em mente.

Veja também: Os 10 melhores exercícios para as mulheres

Gravidez
Na escalada dos hormônios, você pode engordar bastante. Portanto, cabeça no lugar: a mudança no seu corpo é temporária! Quem não exagera nesses nove meses faz as pazes com a balança de forma mais saudável e sem radicalismos. Mesmo se bater preguiça, não deixe de se movimentar com frequência. Caminhadas e alongamentos são sempre bem-vindos. Isso você já sabe, mas é bom recordar: nada de comer por dois, e muito menos passar fome; invista em alimentos com cálcio (leite e derivados), ferro (carnes, leguminosas e cereais integrais) e ácido fólico (folhas verde-escuras). Evite frituras, sal e álcool.

Menopausa
Se depois dos 30 o metabolismo diminui o ritmo, imagine no final do período reprodutivo, quando os hormônios sexuais – progesterona e estrogênio – despencam. “Acontecem muitas mudanças, que pedem um acompanhamento cuidadoso”, explica Maria Edna. É preciso ajustar a ingestão de alimentos de forma individual e criteriosa. Doces devem ficar restritos a ocasiões especiais. No dia a dia, o melhor é substituí-los por gelatina ou fruta, que ajudam a saciar esse desejo, segundo a médica. O ginecologista pode oferecer alternativas para equilibrar os hormônios. “No entanto, alimentação boa, exercício físico e genética são mais de 70% do sucesso para se manter em forma nessa fase”, explica Malcolm.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s