Estudo aponta que consumir grãos integrais acelera o metabolismo

Segundo pesquisa, os grãos integrais diminuem o número de calorias absorvidas durante a digestão ao mesmo tempo em que aceleram o metabolismo

Pesquisas antigas já afirmaram que os grãos integrais oferecem diversos benefícios à saúde, como o controle do índice glicêmico e a sensibilidade à insulina. Tudo isso graças à alta quantidade de fibras contida neles. Agora, uma nova investigação publicada no periódico American Journal of Clinical Nutrition explica que os alimentos integrais também podem favorecer a perda de peso.

O estudo de oito semanas incluiu 81 homens e mulheres que tinham entre 40 e 65 anos. Os participantes comeram apenas alimentos fornecidos pelos cientistas – todas as dietas continham grãos integrais ou grãos refinados – e podiam devolver qualquer alimento não consumido. Eles também foram aconselhados a continuar com a rotina de atividades físicas com a qual já estavam acostumados. “Nós fornecemos todos os alimentos para garantir que as dietas só se diferenciariam na fonte de grãos”, explicou Susan B. Roberts,  cientista do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos .

Veja também: 4 (ótimos) motivos para você incluir mais fibra no cardápio

Os pesquisadores compararam os efeitos dos grãos integrais e refinados sobre as taxas metabólica de repouso e de perda fecal de energia, além de quão saciados ou quanta fome os participantes sentiam. As medidas analisadas pelo estudo incluíram informações como peso, taxa metabólica, glicemia, fome e saciedade.

Comer a fibra de grãos integrais aumentou a quantidade de calorias perdidas por dia

Os participantes que consumiram grãos integrais – dentro da dose diária de fibra recomendada – perderam quase 100 calorias a mais por dia do que os participantes que se alimentaram com a versão refinada, sem muita fibra. O motivo? AS fibras levaram a uma diminuição na quantidade calórica absorvida durante a digestão das refeições.

“As calorias extras perdidas por aqueles que comeram grãos integrais foi equivalente a uma caminhada rápida de 30 minutos, o que permitiria aos voluntários um pequeno cookie extra todos os dias sem ter consequências calóricas”, concluiu Roberts.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s