Publicidade
• Nesta edição
• Edições anteriores
• Receba a newsletter
home / dieta /

todas as dietas

Assine o RSS de Dieta

Dieta das 3 horas

Saiba mais sobre a dieta que, para emagrecer, você precisa comer a cada
três horas

Por Eliane Contreras

Garota com relógio

Leia também

Como funciona

Dietas enxutas você não agüenta? Complicadas? Nem começa. Aquelas que proíbem massa não são para você. Tudo bem. Dá para emagrecer sem mexer no cardápio – é possível até manter o doce. Basta pôr em prática uma regrinha: comer a cada três horas. OK, não é novidade. Mas você tentou? Ou melhor: se comprometeu de verdade a evitar jejuns prolongados? Ficar períodos longos sem comer faz o corpo entrar em estado de alerta, imaginando que você está perdida no deserto sem comida. Daí, para se prevenir, passa a estocar gordura em vez de queimar. E, ainda, põe em ação mecanismos que comprometem as curvas e a saúde – a gente vai mostrar o porquê. Mas, antes de achar que a regra das três horas não ajuda ninguém a perder peso, saiba que ela transformou o livro A Dieta das 3 Horas, do americano Jorge Cruise, num sucesso estrondoso nos Estados Unidos. Esse programa de emagrecimento elencou uma série de providências, como fazer um contrato de sucesso para ajudar você a fracionar as refeições. Agora entenda por que 3 é o número mágico contra as gordurinhas.

• Metabolismo a mil: toda vez que você come, gasta calorias na tarefa de digerir os alimentos. “Esse gasto é maior imediatamente após a refeição, quando o corpo inicia o processo de digestão”, diz a nutricionista paulistana Gisele Pavin. Por isso, comer a cada três horas obriga o corpo a reiniciar a digestão de cinco a seis vezes por dia, queimando mais calorias e fazendo você perder peso.

• Menos gordura, mais músculos: três horas depois de uma refeição, o organismo encerra o processo de digestão – os excessos são estocados na forma de gordura e o corpo passa a buscar combustível nos músculos. Se você comer antes desse sistema ser acionado, a gordura vai embora e os músculos ficam. E, como os músculos são queimadores de energia, ajudam a manter o metabolismo acelerado e o corpinho em cima.

• Barriga chapada: quando você está com fome, uma espécie de stress, seu corpo produz uma quantidade maior de cortisol. E estudo publicado no conceituado New England Journal of Medicine mostrou que quantidades elevadas desse hormônio estão associadas aos estoques de gordura abdominal.

• Fome econômica: fazer refeições a cada três horas emagrece sem sacrifício, pois você come antes de ficar faminta. E existem duas vantagens nisso. “Quando a gente se satisfaz com porções menores, economiza calorias e mantém equilibrados os níveis de insulina. Se você consome um prato gigante, produz muita insulina (hormônio cuja tarefa é carregar a glicose para dentro das células). E, em excesso, esse hormônio engorda e dá mais fome”, diz o endocrinologista Tércio Rocha, do Rio de Janeiro.

Muita gente só lembra de comer quando a fome está quase incontrolável – e aí lá vem peso extra. Você faz o mesmo? Então, coloque em prática o plano de adesão à dieta das 3 horas.

Leia também
 
Busca BOA FORMA
FITNESS DIETA RECEITA
publicidade  |  Anuncie
 
publicidade  |  Anuncie
 

Rede MdeMulher
Publicidade