Publicidade
• Nesta edição
• Edições anteriores
• Receba a newsletter
home / famosas /

dieta das estrelas

Assine o RSS de Famosas

Patrícia Poeta e a dieta das notas

Ela aposta na dieta das notas para manter o corpo enxuto. Confira o cardápio da apresentadora e a tabela de substituição dos alimentos

Por Isabela Flórido | Fotos Marcelo Correa
Left3-disabled
Right3-enabled

patricia poeta

Dieta com chocolate

"Emagreci comendo brigadeiro”, diz. E é a mais pura verdade. No começo deste ano, Patrícia, que mede 1,72 metro, resolveu se livrar dos quilos extras que ganhou nos últimos dois anos e meio. “Quando voltei de Nova York, Estados Unidos, onde trabalhei como correspondente, estava magra demais, pensando 56 quilos. Relaxei, e empolgada com a comida brasileira, cheguei aos 64 quilos”, conta. Disposta a voltar ao peso em que se acha realmente bem, entre 58 e 59 quilos, ela procurou o endocrinologista carioca Guilherme de Azevedo Ribeiro – criador da dieta das notas e autor dos livros Dieta Nota 10 e Cardápios Nota 10 (o segundo previsto para chegar ao mercado em novembro), ambos da editora Bertrand Brasil.

“Não consigo seguir dietas restritivas, pois tenho muito prazer em comer e sinto falta de um docinho”, diz Patrícia. Por isso, a dieta das notas foi uma escolha perfeita, já que todos os alimentos são liberados – só não é permitido ultrapassar a quantidade diária de notas estipulada para cada pessoa de acordo com a altura. Não abriu mão do brigadeiro nem do pão francês, mas seguiu à risca as notas diárias recomendadas para ela.

Lei da compensação

Para enxugar os 5 quilos extras e chegar aos 59, seu peso atual, consumiu 600 notas diárias e, agora, na fase da manutenção, soma os alimentos até 800 notas. “Adotei a lei de compensação: tomo um prato de sopa de legumes e como um grelhado com salada, mas não deixo faltar sobremesa, seja brigadeiro, chocolate ou uma fatia de pavê. Quando o assunto é doce, tudo agrada (risos)."

Também seguiu a determinação do médico de não ficar cinco horas sem comer. O doutor Guilherme esclarece: “É a única regra que imponho, pois o jejum desencadeia uma baixa de carboidrato, combustível essencial para o bom funcionamento do organismo”. Patrícia conta que mesmo com toda a liberdade que a dieta permite, ela acabou fazendo opções mais saudáveis. “Passei a consumir mais grelhado e salada e parei de exagerar no queijo. Antes comia tudo com muito molho branco, adorava o de quatro queijos. Hoje, opto pelo molho de tomate fresco, que tem zero nota.”

 
Busca BOA FORMA
FITNESS DIETA RECEITA
publicidade  |  Anuncie
 
publicidade  |  Anuncie
 
 

Rede MdeMulher
Publicidade