Publicidade
• Nesta edição
• Edições anteriores
• Receba a newsletter
home / famosas /

treinos de sucesso

Assine o RSS de Famosas

Nove posições de ioga com Eliana

Veja quais são os exercícios que deixam a apresentadora sarada e em paz

Por Tatiana Schibuola
Left3-disabled
Right3-enabled

Eliana Foto Mari Queiroz Eliana: boa forma com a ioga

Eliana já pratica hatha yoga há mais de três anos e a cada dia ela surpreende-se com os resultados. “No início, não tinha flexibilidade, era difícil fazer as posições. É delicioso perceber a evolução a cada aula, saber que eu sempre posso melhorar um pouquinho.” Garota de academia, Eliana experimentou a ioga pela primeira vez quase por acaso, no Kyron Spa, em São Paulo, onde recebe massagem relaxante. “De repente, estava numa sala toda zen, cheia de incensos. E a professora era linda, supersarada. Durante a execução das posições, senti meus músculos trabalharem como nunca. E ainda saí de lá com a mente tranqüila. Percebi que era uma atividade completa.”

Uma visita ao Ashram Krishna Shakti, uma espécie de spa zen que fica em Campos do Jordão, região serrana do estado de São Paulo, era o que faltava para completar a paixão pela prática. “Eliana acordava antes de o sol nascer e participou de todas as atividades”, lembra Regina Shakti, proprietária do local e mestre de ioga. Hoje, as duas são grandes amigas.

Apaixonada pela modalidade, Eliana ensina aqui nove posições que devem ser praticadas todos os dias ou, no mínimo, uma vez a cada três dias. Confira e inspire-se!

Rei dos bailarinos


Em pé, transfira todo o peso do corpo para a perna esquerda, mantendo-a estendida. Dobre a perna direita para trás e segure o pé com a mão direita. Tente estender o joelho direito sem inclinar exageradamente o tronco à frente. Abra os ombros e o peito. Estenda a mão esquerda à frente do corpo, na mesma altura dos ombros e mantenha o olhar fixo num ponto. Fique por quatro respirações e depois faça com a outra perna.

Para que serve: trabalha o equilíbrio do corpo e da mente. Ajuda a desenvolver a tolerância e a estabilidade diante das adversidades da vida. Tonifica a musculatura dorsal, do bumbum e das coxas.

Posição de lótus


Sentada, cruze as pernas apoiando o dorso dos pés sobre as coxas. Se não conseguir, apóie apenas o peito de um dos pés e deixe o outro no chão. Mantenha a coluna ereta e fique assim por cinco minutos, inspirando e expirando lenta e profundamente pelo nariz. Se necessário, sente sobre uma almofada.

Para que serve: é a posição inicial para a prática de ioga, que permite aquietar a mente e concentrar-se no momento presente.

Posição da árvore


Em pé, transfira todo o peso do corpo para a perna direita, mantendo-a estendida. Eleve lentamente a perna esquerda, flexionando o joelho e apóie o dorso do pé sobre a coxa. Se for difícil, apóie a planta do pé na parte interna da coxa. Respire profundamente quatro vezes e faça com a outra perna.

Para que serve: trabalha o equilíbrio do corpo e da mente. Ajuda a desenvolver a tolerância e a estabilidade diante das adversidades da vida. Aumenta a flexibilidade dos joelhos.

Quatro apoios


Deite de barriga para baixo, com as pernas bem juntas. Apóie as mãos no chão, na altura do peito. Mantenha os cotovelos fechados. “Empurre” o chão, tirando todo o corpo do solo, firme e reto como uma tábua.

Para que serve: tonifica a barriga, o bumbum e os braços.

Posição da naja


Deite de barriga para baixo, como na posição anterior. Estenda os braços enquanto eleva a cabeça, o tronco e tira as pernas do chão, apoiando-se na ponta dos pés. Se não conseguir, deixe as pernas no solo. Fique assim por quatro respirações.

Para que serve: fortalece toda a região posterior, desde os calcanhares até a nuca. Massageia os órgão internos da região abdominal.

Posição do guerreiro


Afaste bem as pernas. Vire o pé direito para fora e flexione o joelho direito, até forma um ângulo de 90 graus entre a perna e a coxa. Abra os braços, mantendo-os estendidos na mesma altura dos ombros. Mantenha-se assim por quatro respirações e depois faça do outro lado.

Para que serve: desenvolve a determinação e a autoconfiança. Tonifica os músculos das pernas e dos braços e a musculatura da região pélvica.

Invertida sobre os ombros


Deitada de barriga para cima, apóie as mãos ao lado do corpo, com as palmas voltadas para baixo. Eleve as pernas mantendo os joelhos estendidos e, em seguida, eleve os quadris tentando levar os pés em direção ao chão, atrás da cabeça. Permaneça de um a dez minutos.

Para que serve:
favorece o retorno venoso e a circulação dos vasos linfáticos, prevenindo os vasinhos e a celulite. Aumenta a irrigação do cérebro e, por isso, melhora a concentração. Alonga toda a região posterior.

Compensação da invertida


Deite de barriga para cima. Apóie os cotovelos e empurre-os contra o chão, elevando o peito, sem tirar os quadris ou a cabeça do solo. Se conseguir, estenda os braços para o alto, unindo a palma das mãos.

Para que serve:
estimula a glândula tireóide, beneficiando a regulagem de peso e do metabolismo. É uma das principais posições voltadas para o emagrecimento.

Torção


Sentada com as pernas à frente, flexione um dos joelhos mantendo a perna apoiada no chão. Em seguida, cruze a outra perna por cima, mantendo os ossinhos do bumbum bem apoiados no chão. Posicione o braço direito à frente da perna esquerda, fazendo uma espécie de alavanca para a torção do tronco. A outra mão fica no chão, atrás do bumbum. Fique assim por quatro respirações e depois inverta a posição.

Para que serve: ativa o sistema nervoso pelo estímulo da coluna vertebral e revitaliza o organismo porque massageia os órgãos internos.

Fotos Mari Queiroz

 
Busca BOA FORMA
FITNESS DIETA RECEITA
publicidade  |  Anuncie
 
publicidade  |  Anuncie
 
 

Rede MdeMulher
Publicidade