A velocidade do movimento interfere nos resultados da musculação?

Descubra o jeito certo de fazer seu exercício de força e ganhar mais músculos

Para conseguir um corpo mais definido com o treino de hipertrofia, você deve focar em duas características do seu exercício: a velocidade e a amplitude. “Quanto maior o movimento, mais fibras musculares são acionadas, o que gera mais resultados, principalmente quando você o executa em uma velocidade lenta”, explica o educador físico Valdecir Lima, da academia Competition, em São Paulo. A rede acaba de estrear novas máquinas de musculação com um diferencial bem bacana: um visor que orienta exatamente esses dois pontos (veja abaixo).

Tela de novas máquinas da Technogym

(Divulgação/BOA FORMA)

“Fui adepta das máquinas da musculação por mais de dez anos, mas nunca tive certeza se estava fazendo os movimentos de forma correta, já que não tinha o acompanhamento contínuo de um personal trainer. Vou confessar: às vezes, acho que dava ‘migué’ e fazia os exercícios de modo encurtado. Ao testar os novos aparelhos da Competition, consegui seguir um padrão personalizado de amplitude e velocidade durante todas as séries. Nas primeiras três repetições, a máquina identificou meu movimento e, depois, criou uma espécie de joguinho para eu seguir: precisei manter a bolinha verde dentro do caminho branco. Se eu errava a velocidade ou não estendia os braços o suficiente, por exemplo, a bolinha virava vermelha. O estímulo visual ainda me ajudou a me concentrar mais na execução do exercício e até sentir que poderia colocar mais carga por estar mais consciente em relação ao que estava fazendo.” Daniela Bernardi, editora de fitness da BOA FORMA.

Veja tambémDespacito e outras 15 músicas latinas para sua playlist de treino

Só cuidado para não exagerar na amplitude, o que pode ser perigoso para as articulações. “Você não pode dar um tranco, como quando estendemos as pernas no leg press e damos uma espécie de ‘chicote’ com os joelhos. Tudo tem que ser bem controlado”, diz Valdecir. E lembre-se: a fase excêntrica do exercício (a volta) é a mais crucial para a hipertrofia e deve ser realizada de forma mais lenta do que a concêntrica (a ida) — que pode ser feita de modo explosivo. No final, o importante é o tempo em que seu músculo está sendo exigido e não apenas o peso da máquina.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s