8 combinações de alimentos para deixar suas refeições mais nutritivas

Arroz com feijão, mamão com iogurte, salmão com brócolis e mais algumas parcerias perfeitas para você ficar mais magra, saudável e bonita

Existem alimentos que parecem ter nascido um para o outro, como o feijão e o arroz, a mais famosa das parcerias. Ela não é apenas saborosa, mas supernutritiva. O iogurte com o morango, a feijoada com a laranja e o tomate com abacate são outras combinações que dão muito certo! Veja a seguir os segredos que existem por trás desses casamentos:

1. Salmão + brócolis (é desintoxicante!)

O peixe contém selênio e a verdura carrega sulforafano. Juntas, essas substâncias antioxidantes se tornam ainda mais poderosas contra os radicais livres – os grandes responsáveis pelas rugas precoces. Há outra vantagem no casamento de salmão com brócolis. “A verdura ajuda o fígado a se livrar de substâncias estranhas ou nocivas, como chumbo, mercúrio e hormônios sintéticos. E o selênio do salmão potencializa essa ação”, explica Andréa Esquivel, nutricionista do Cedig – Centro de Nutrição Personalizada, em São Paulo. Desintoxicado, o fígado funciona melhor. Seu organismo agradece e até responde mais facilmente à dieta. Se quiser, você pode variar o peixe: atum, sardinha, bacalhau e truta também são ricos em selênio.

2. Tomate + abacate (previne o envelhecimento)

Muita gente pode achar a união estranha, mas vale provar essa combinação consagrada na cozinha do México. Um exemplo é o guacamole: rico em gorduras monoinsaturadas (aquela que faz bem ao coração), o abacate transporta o licopeno do tomate até o intestino, o que facilita a absorção (ou a biodisponibilidade, como os nutricionistas preferem dizer) desse nutriente. Segundo estudo feito na Universidade do Estado de Ohio, nos Estados Unidos, a gordura do abacate aumenta em até 10% a absorção dos carotenóides, entre eles o licopeno, presentes nos vegetais vermelhos. E você só tem a ganhar com isso. “O licopeno tem o poder de reduzir os radicais livres produzidos pela exposição ao sol, o que previne o envelhecimento precoce”, explica a nutricionista Daniela Jobst, da Clínica NutriJobst, em São Paulo. É pouco? Essa substância é capaz de bloquear o desenvolvimento de câncer de mama e de ovário.

3. Iogurte + morango (ajuda a emagrecer)

Julia_Sudnitskaya/Thinkstock/Getty Images

Julia_Sudnitskaya/Thinkstock/Getty Images

Sozinho, um iogurte probiótico (aquele que tem lactobacilos, as bactérias do bem) faz maravilhas pelo intestino. Mas, casado com morango (ou outras frutas frescas), se torna ainda melhor. As bactérias se alimentam das fibras solúveis (chamadas de prebióticas) presentes nas frutas e se fortalecem, aumentando seu exército. “Quanto maior o número de probióticos no intestino, mais ácido se torna o ambiente. E isso facilita a absorção das vitaminas e minerais da dieta”, diz Andréa Esquivel. Nessas condições, o intestino também deixa de absorver substâncias ruins, como o excesso de glicose. Ou seja, a dupla dá uma força na perda de peso.

Veja também: Os probióticos ajudam a emagrecer e até a controlar a ansiedade, sabia?

4. Arroz + feijão:

O casamento é perfeito porque os aminoácidos do arroz se unem aos do feijão e formam uma proteína completa. Assim, juntos, reparam os tecidos de todo o organismo. A combinação só fica melhor se você optar pelo arroz integral, que tem vitaminas do complexo B, o que só reforça o bom relacionamento do casal.

5. Churrasco + abacaxi:

A enzima bromelina presente na fruta ajuda na digestão da proteína da carne. O efeito é ainda maior quando você toma o suco do abacaxi feito com a casca, parte com maior concentração de bromelina.

6. Feijoada + laranja + couve:

A vitamina C da laranja faz com que o organismo aproveite bem mais o ferro do feijão, da couve e das carnes. A vitamina da fruta também dá uma força na digestão das gorduras, que são ainda absorvidas em menos quantidade graças às fibras da couve.

7. Frutos do mar + peixes:

Os frutos do mar (marisco, ostra, mexilhão, vôngole) têm zinco, mineral que melhora a ação da proteína – importante na formação de pele, cabelo e músculos –, presentes nos peixes. A caldeirada e a moqueca são pratos típicos que costumam ter a dupla incluída.

Veja também: 5 combinações de ervas que ajudam a emagrecer

8. Iogurte + mamão:

Combina o cálcio do iogurte com o magnésio da fruta. Essa dupla de minerais é imbatível contra a TPM, além de proteger os músculos de quem malha pesado.

É melhor moderar

Nutnarin Khetwong/Thinkstock/Getty Images

Nutnarin Khetwong/Thinkstock/Getty Images

Café + leite: quem tem anemia ou tendência a ossos fracos deve moderar nessa dupla. “A cafeína dificulta a absorção do cálcio. E se o leite costuma ser a única fonte do mineral na dieta, é importante que ele seja consumido sozinho, sem o café”, explica Daniela Jobst. Aliás, o ideal é beber o leite (ou outra fonte de cálcio) antes de dormir. “O pico do hormônio PTH, responsável pelo transporte do cálcio para os ossos, acontece durante a noite.” Para evitar que a absorção desse mineral seja comprometida, Andréa Esquivel também aconselha você não exagerar em duplas que combinam latícinios (queijo, leite) e alimentos fonte de ferro (carne, espinafre), como misto-quente, cheeseburger, hambúrguer com milk shake, lasanha e bife à parmegiana.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s