A importância do autoexame para identificar o câncer de pele

Ficar atenta a pintas, feridas e manchas é fundamental para o diagnóstico precoce de lesões malignas. Saiba como fazer a inspeção em você mesma

A estação mais ensolarada é também a que mais ameaça a nossa pele. Não à toa, no último mês do ano – em que começa o verão – tem início a campanha do Dezembro Laranja, cuja proposta é alertar para os riscos do câncer de pele. E todo mundo sabe da importância de passar filtro solar diariamente (não importa a temperatura!), mas só isso não basta.

Leia mais: 5 de 10 filtros solares não têm o FPS do rótulo, conclui Proteste

É claro que o hábito de usar protetor diminui pra valer o risco de desenvolver tumores malignos e outras encrencas, mas também é preciso acompanhar os sinais cutâneos do nosso corpo. “Tem que ficar atenta a lesões pré-existentes que mudaram suas características”, alerta o dermatologista Abdo Salomão, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). “Por exemplo, uma pinta que começou a crescer, que deu uma feridinha, que começou a mudar de cor ou alterar suas configurações originais pode ser indicativo de que alguma coisa não está legal”, exemplifica.

Manifestações como essas podem se dar em todas as áreas do corpo – no couro cabeludo, nos braços, nas costas e até na ponta dos dedos! “Existe um câncer de pele muito maligno chamado melanoma acral, que costuma aparecer na ponta dos dedos ou nos pés”, conta Salomão.

Fique por dentro: Khloe Kardashian faz alerta sobre câncer de pele: “o exame foi essencial para descobrir a doença”

O ideal é que você faça uma vistoria na pele toda semana e observe pintas e lesões que apareçam. E isso vale também para as pessoas de pele negra. Embora elas estejam menos propensas a sofrer com os tipos de câncer causados pela exposição solar, outros tipos de tumores também podem dar as caras – como aqueles de fundo genético.

A seguir, confira um manual* de como fazer o autoexame no maior órgão do corpo humano:

  • Examine seu rosto, principalmente nariz, lábios, boca e orelhas.
  • Para facilitar o exame do couro cabeludo, separe os fios com um pente ou use o secador para melhorar a visibilidade. Se houver necessidade, peça ajuda a alguém.
  • Preste atenção nas mãos, também entre os dedos.
  • Levante os braços para checar axilas, antebraços, cotovelos, virando dos dois lados, com a ajuda de um espelho de alta qualidade.
  • Foque em pescoço, peito e tórax. As mulheres também devem levantar os seios para prestar atenção aos sinais onde fica o sutiã. Veja também a nuca e por trás das orelhas.
  • De costas para um espelho de corpo inteiro, use outro para olhar com atenção ombros, costas, nádegas e pernas.
  • Sentada, preste atenção à parte interna das coxas, bem como a área genital.
  • Na mesma posição, verifique os tornozelos, o espaço entre os dedos e a sola dos pés.

*Fonte: Claudia Marçal, dermatologista da Clínica de Dermatologia Espaço Cariz e membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s