Fim da acne: as espinhas estão com os dias contados

Mesmo quem nunca teve acne pode se deparar com o problema depois dos 25. A culpa é do trio stress, alimentação desequilibrada e uso incorreto de cosméticos. E a solução passa por mudança de hábitos, tratamentos e produtos para controlar a oleosidade.

Produtos e tratamentos para a acne não faltam, mas é importante saber o jeito certo de usá-los
Foto: Gustavo Arrais

A acne sempre foi considerada típica da adolescência. As bolinhas avermelhadas e doloridas apareciam nessa fase e depois davam trégua para as mulheres mais velhas. Mas, ultimamente, quem tem mais de 25 anos também tem sofrido com o problema – tanto que a acne ganhou o posto de queixa número 1 nos consultórios segundo estudo da Sociedade Brasileira de Dermatologia feito em 2011. “Cistos nos ovários, alterações dos hormônios da tireoide, cigarro e o uso inadequado de cosméticos contribuem para o aparecimento da acne nessa fase”, diz o dermatologista Adilson Costa, chefe do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas).
 
O stress e a má alimentação, males da vida moderna, também entram nessa explosiva combinação. “Enquanto a tensão do dia a dia ajuda a liberar neurotransmissores que ativam a produção de sebo, a dieta rica em carboidratos, principalmente os refinados (como a farinha branca), eleva as taxas de insulina que, por sua vez, também estimulam a atividade das glândulas sebáceas”, explica Adilson. Ainda é preciso ficar atenta aos produtos que você usa. “Hoje não faltam hidratantes com textura em gel ou sérum e maquiagem livre de óleo que combinam com esse tipo de pele”, fala Alessandra Nogueira, dermatologista de São Paulo. Mas, às vezes, a oferta variada pode fazer muitas de nós levar gato por lebre. Daí, a importância de consultar um dermatologista. Passo número 2? Investir em cuidados que vão deixar o rosto lisinho. É o que você vai descobrir agora.
 
 

Nécessaire antiacne

Não basta tê-los à mão. É preciso disciplina para aplicar os cosméticos que combatem cravos e espinhas todos os dias, de manhã e à noite. Os dermatologistas também recomendam caprichar na proteção solar. Isso porque muitos dos produtos antiacne são formulados com ingredientes que tornam a pele mais sensível e fácil de ganhar manchas escuras. Confira o raio X dos itens indispensáveis para deixar a pele perfeita. 
 
Para limpar: “Os sabonetes e as loções de limpeza são ricos em ativos que eliminam as impurezas e o excesso de oleosidade sem ressecar o rosto, como ácido salicílico, zinco e enxofre”, diz Vivian Amaral, dermatologista do Rio de Janeiro. O ácido salicílico é um dos ingredientes mais usados nesses produtos e tem ação esfoliante e anti-inflamatória. Loções de limpeza jamais devem conter óleo – use os demaquiantes bifásicos, por exemplo, apenas para remover a maquiagem dos olhos, nunca no rosto todo. 
 
Para deixar a pele sequinha: os tônicos adstringentes também costumam conter ácido salicílico e ajudam a remover o sebo que pode permanecer nos poros mesmo depois de lavar o rosto. Procure por outros ativos, como resorcina (tem efeito antisséptico, antisseborreico e esfoliante), extrato de hamamélis (descongestionante), azuleno (anti-inflamatório e calmante) e ácido glicólico (além de ser bom esfoliante, auxilia a absorção dos outros ativos). Evite as fórmulas com álcool, que causam irritação. 
 
Para tratar: as fórmulas com retinoides e peróxido de benzoíla são as melhores para combater a acne. “Os retinoides têm efeito queratolítico, ou seja, afinam a pele, diminuindo a formação dos cravos e a inflamação cutânea. O peróxido de benzoíla combate as bactérias causadoras das espinhas”, diz Adilson Costa. Devem ser aplicados antes do hidratante. 
 
Para hidratar: mesmo quem tem a pele com tendência à acne precisa mantê-la hidratada. A oleosidade não significa que a quantidade de água, o que garante viço e maciez ao rosto, está equilibrada. Opte por cosméticos com textura levinha. Gel, gel-creme ou sérum não sobrecarregam os poros e deixam um toque seco. “Também contêm ativos que absorvem o óleo, como a glicerina, a argila, o cobre e o zinco, diminuindo o brilho e garantindo um aspecto aveludado”, recomenda a dermatologista Vivian Amaral. 
 
Para diminuir o tamanho dos poros: por causa da hiperatividade das glândulas sebáceas, eles ficam mais abertos. Entram em cena os minimizadores de poros que contêm substâncias que controlam a produção de óleo, retraindo os poros, além de silicones que deixam a pele com toque aveludado e matificado. 
 
Para acelerar a cicatrização da espinha: com a ação secativa do ácido salicílico, esse tipo de produto deve ser aplicado sobre a área inflamada.
 
 

Limpeza de pele tecnológica

Os lasers e as terapias com luz do tipo LED (luz de diodo) são bons aliados para cuidar da acne leve ou moderada. Mas esses tratamentos são apenas coadjuvantes – sem os cremes, não são tão eficientes. As tecnologias mais modernas são o Acleara, o Isolaz e o LED de luz azul. “A luz azul provoca reações químicas nas bactérias causadoras das espinhas, impedindo sua proliferação”, diz a dermatologista Juliana Neiva, do Rio de Janeiro. “Como é uma energia de baixa intensidade, para dar bons resultados, precisa de cerca de 12 sessões, duas vezes por semana.” Já o Isolaz e o Acleara unem a aplicação do laser à sucção a vácuo. “Como uma limpeza de pele profunda, os aparelhos sugam queratina, resto de maquiagem, cosmético, bactéria e sebo dos poros. Depois, entra o laser, que tem ação anti-inflamatória, ideal para casos com pústulas”, explica Alessandra Nogueira. Para a acne leve, apenas uma sessão de Isolaz é indicada e de três a quatro do Acleara, uma por semana.
 
 

Chame o reforço!

Nos casos mais severos de acne, quando há cistos, nódulos doloridos e inflamação constante, ainda são prescritos tratamentos orais. É quando entram em cena os antibióticos, como a azitromicina, ou a isotretinoína, medicamento da família dos retinoides com efeito seborregulador e anti-inflamatório. “Como são agressivos, deixam a pele bastante sensível e ainda podem provocar efeitos colaterais, como ressecamento excessivo. Por isso, precisam ser acompanhados de perto pelo médico”, alerta a dermatologista Vivian Amaral.
 
 

Monte o seu arsenal

Além dos cosméticos tradicionais – de limpeza e hidratação – novos produtos entram em cena para combater a oleosidade, disfarçar a aparência dos poros, acelerar a cicatrização daquela espinha que atrapalha o visual. Veja boas sugestões: 
Fim da acne: as espinhas estão com os dias contados

Foto: Gustavo Arrais

1. Deep Clean Gel de Limpeza, Neutrogena. Rico em ácido salicílico, limpa os poros e controla a oleosidade sem ressecar a pele. 
 
2. Normaderm Solução Micelar, Vichy. Livre de álcool e enriquecido com zinco, controla a oleosidade, remove as partículas de maquiagem e poluição. Não precisa de enxágue. 
 
3. Hidratante Clean-Ac, Avène. Com água termal, alfa bisabolol e gluconato de zinco, alcama a pele acneica, reduz a oleosidade e mantém a pele oleosa protegida e hidratada. 
 
4. Hidrafil Gel, Stiefel. Em gel, contém o complexo NMF, um ativo que mimetiza a hidratação natural da pele. Também oferece FPS 20 e proteção contra os raios UVA. 
 
5. Secatriz Pore Minimizer, Dermage. O ácido salicílico, a nicotinamida e o bisabolol regulam a produção das glândulas sebáceas, diminuindo o tamanho dos poros. 
 
6. Sabonete Líquido Esfoliante Aquaclin, Galderma. Com micropartículas esfoliantes, previne e combate os cravos. 
 
7. Pore Refining Solutions Instant Perfector, Clinique. A combinação de proteína de soja hidrogenada e do ácido de coco normalizam a produção de sebo, enquanto polímeros de silicone preenchem os poros dilatados, conferindo uma textura mate ao rosto. 
 
8. Sabonete em Barra Actine, Darrow. Com enxofre, zinco e ácido salicílico, controla a atividade das glândulas sebáceas. Também contém extrato de muru-muru, que age como anti-inflamatório, acelerando a cicatrização das lesões. 
 
9. Zero AK Bastão Secativo, Dermatus. Formulado com óleos de melaleuca e copaíba, enxofre e óxido de zinco, desinflama e cicatriza as espinhas. Como tem cor, disfarça a vermelhidão da acne.
Comentários
Deixe uma resposta para exercise routineCancelar resposta

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Right here is tthe perfect web site for everyone who wants to understqnd this topic.
    You understand so much its almost hard to argue with yoou (not that I actually wull need to?HaHa).

    You definitely put a brasnd new spin on a topic which has been discussed
    for decades. Great stuff, just excellent!

    Curtir

  2. Hey there! Quick question that’s toally off topic. Do you know how to make yopur site mobile friendly?
    My site looks weird when viewing from my iphone 4.
    I’m trying to find a template or plugin that might be able to
    resolve this problem. If you have any recommendations, please share.
    Appreciate it!

    Curtir