BOA FORMA responde Vamos atrás dos melhores especialistas para tirar suas dúvidas

Musculação e eletroestimulação: quais as diferenças?

Por Amanda Panteri Atualizado em 23 Maio 2021, 17h26 - Publicado em 27 Maio 2021, 19h00

De acordo com a médica Geisa Costa (@drageisacosta), “os aparelhos de hipertrofia muscular utilizados em clínicas médicas são capazes de melhorar em tamanho e força a fibra muscular, aumentando a performance rapidamente. Algo que levaria meses para ser alcançado em termos de hipertrofia e tonicidade muscular na academia. Por isso, sempre digo que o aparelho complementa o treino.”

Utilizando tomografia computadorizada, pesquisadores comprovaram que, com o aparelho no abdômen, a espessura muscular aumenta em 15%, enquanto a camada de gordura na região é reduzida em 19%. Isso porque o aparelho consegue promover 20 mil contrações musculares em trinta minutos e ainda tem o benefício de ser utilizado em várias áreas corporais, como abdômen, glúteos, coxas, panturrilhas, bíceps e tríceps. Tudo sem anestesia ou incisões. “Vale conversar com o seu dermatologista, ainda mais se você tem em mente um objetivo muito específico e que o aparelho, aliado a atividade física, pode ajudar”, diz a especialista.

Publicidade