Conheça 6 dicas que Fátima Bernardes segue para emagrecer e se manter magra

Mãe de três filhos adolescentes, ela acabou de fazer 50 anos, perdeu 6 quilos e está mais bonita do que nunca! Saiba como ela conseguiu emagrecer sem fazer sacrifício

Foto: AgNews

1.Laticínios e farinha branca em pouca quantidade: reduzir consideravelmente o consumo de queijo, leite, iogurte e creme de leite, chocolate ao leite, pão, biscoito e massa ajudou na perda de peso e melhorou a digestão de Fátima. A capacidade respiratória saiu ganhando na redução dos laticínios e a disposição física ao diminuir a farinha.

2.Aposta nos funcionais: chá verde, frutas vermelhas, macarrão shirataki (produto asiático que tem fama de emagrecer), frutas oleaginosas (castanha, amêndoa) e óleo de coco entram no cardápio com frequência.

3.Suco de frutas e vegetais no café da manhã: ricos em antioxidantes, ajudam a desinchar e fazem bem para a pele. Conheça as combinações favoritas de Fátima: couve + espinafre + salsinha + limão + maçã (rica em cálcio e magnésio, é prefeita para quem malha) e pepino + espinafre + aipo + limão + gengibre + pimenta-caiena (estimulante do metabolismo).

4.Lanches mais leves e frequentes: o sanduíche na redação foi substituído por opções saudáveis como barra de proteína, biscoito sem glúten e salada de frutas. “Outra alternativa são as frutas secas. Adoro, mas não abuso. Comprei vários potinhos pequenos para andar com a quantidade correta e misturo com frutas frescas”, fala a apresentadora, que costuma fazer um lanche de manhã e dois à tarde.

5.Proteína com vegetais: “Não misturo arroz e feijão, que gosto de comer quase todos os dias, com proteína, incluo legumes cozidos nessas refeições. A digestão fica bem melhor”, conta. Ela come carnes magras com legumes e coloca peito de frango na salada. “Já fui muito carnívora, hoje revezo a carne vermelha com peixe e frango.”

6.Jantar light, sempre: opta por pratos vegetarianos e saladas com grão-de-bico, ervilha, lentilha e soja, combinados com legumes e verduras. E em pequena quantidade. “Aprendi com a minha mãe a comer pequenas porções, ela jantava num pratinho de sobremesa. Nunca vou ao meu limite. Sempre fico com um gostinho de quero mais”, conta Fátima.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s