Desafio do umbigo, a nova onda da internet: mito ou verdade?

Se você já estava com a mão no umbigo, está na hora de ler essa matéria!

O Desafio do Umbigo, ou Belly Button Challange (BBC) em inglês, está cada vez mais popular na internet. A onda começou na China, virou febre nos Estados Unidos e, agora, já tem adeptas brasileiras. Mas, será que ele mostra algum problema real de saúde ou não passa de um mito das redes sociais? BOA FORMA foi investigar.

A ideia consiste em transpassar seu braço pelas costas e tentar alcançar o umbigo, se você conseguir, tem o corpo considerado magro e bonito, se não está na hora de eliminar uns quilinhos extras. Mas, como algumas fotos mostram, é quase impossível completar o desafio sem ficar desconfortável.

Para a nutricionista Cynthia Antonaccio, essas “febres da internet” são invenções e não referência. “Cada pessoa tem uma estrutura corporal diferente. Quem tem um braço curto ou uma cintura maior, provavelmente, não conseguiria realizar o desafio. Mas isso não significa falta de saúde”, explica. O importante, segundo Cynthia, é adotar como referência os padrões sugeridos pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

O verdadeiro teste da cintura

Existe outra razão, ainda mais importante, para você manter a circunferência do abdômen com menos de 80 centímetros (94 no caso dos homens): a saúde do seu coração! Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a partir dessa medida, há um maior risco de doenças cardiovasculares. Para saber se sua medida está dentro do recomendado, meça a sua cintura passando a fita métrica por cima do umbigo. Verifique em um espelho se ela também está alinhada nas costas. Deixe o abdômen relaxado: não contraia nem solte a barriga. Se o número estiver acima de 80, alerta vermelho. Reavalie seus hábitos alimentares (evite fritura, carne gorda, doce, pão e massa em excesso) e pratique alguma atividade física pelo menos três vezes por semana.

Não leve a sério!

Começamos o dia na redação tentando realizar o desafio, mas tudo não passou de uma grande brincadeira. Afinal, ninguém conseguiu.

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s