Estudo: tamanho do prato tem relação com o avanço da obesidade

Pesquisa foi feita pela Universidade de Cambridge, no Reino Unido

Por Cristina Nabuco e Marina Campos (colaboradoras) - Atualizado em 17 fev 2020, 15h06 - Publicado em 21 set 2017, 12h17

Não foi só o peso das pessoas que aumentou nas últimas décadas: nos anos 50, um prato tinha 25 cm de diâmetro em média, ante 28 cm dos dias atuais. E o espaço extra para a comida tem a ver com o avanço da obesidade, segundo a Universidade de Cambridge, no Reino Unido – que ainda alerta para o crescimento das porções em geral: baldes extra grandes de pipoca e copos gigas de refrigerantes, por exemplo.

Leia mais: Cientistas apontam alimento que controla a compulsão alimentar

“Quanto maior o tamanho do recipiente, mais calorias você tende a ingerir”, alerta a endocrinologista Maria Edna de Melo, presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso). O inverso também vale. “Experimente usar talheres e prato de sobremesa nas refeições. Você vai comer menos e mais devagar, estimulando o sistema nervoso a enviar a mensagem de saciedade.”

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=FjqwuRfX5nU%5D

Fique por dentro de tudo o que rola no mundo fitness com a newsletter da BOA FORMA

Continua após a publicidade
Publicidade