Os melhores carboidratos para quem está de dieta

Se a sua primeira ação para diminuir o consumo de calorias foi cortar o carboidrato, aqui vai uma notícia importante: você pode comer esse nutriente energético durante e dieta e, ainda assim, controlar a fome e perder peso. O segredo aqui é fazer as escolhas certas!

Os carboidratos já viraram um dos grandes vilões da dieta, mas eles são fundamentais para repor a energia gasta durante a ginástica, certo? Por isso, o grande truque aqui é consumir carboidratos ricos em fibras e que seguram a fome por mais tempo.

1. Cevada
Uma pesquisa suíça revelou que a cevada pode ser uma grande aliada contra a fome exagerada. Isso acontece porque ela eleva os níveis de açúcar no sangue mais lentamente. Só um alerta: os produtos feitos com cevada têm glúten – proteína que, consumida com frequência e em excesso, pode desencadear uma espécie de hipersensibilidade no organismo.

2. Ervilha
A leguminosa aumenta os níveis de leptina no corpo – hormônio que avisa o cérebro quando seu estômago está satisfeito. Em ½ xíc. (chá) de ervilha, por exemplo, você consegue preencher 12 % da sua ingestão recomendada de zinco.

3. Macarrão integral
Um Estudo Britânico mostrou que o alto consumo de grãos integrais – cerca de três porções diárias – foi associado com baixo IMC e menos gordura abdominal, o que reforça o que outras pesquisas já revelaram sobre a relação entre uma dieta rica em alimentos integrais e a diminuição das medidas dos quadris. O truque é manter as porções de massas entre 100 e 200 calorias.

4. Abóbora
Ela é magrinha (100 gramas do legume cozido tem entre 20 e 40 calorias) e, por isso, você pode comer bastante sem engordar. Além disso, tem água (cerca de 95%) e fibras aos montes, saciando mais que qualquer outra verdura, o que reduz mais um tanto de calorias consumidas no dia.

5. Pão integral
Você não precisa se despedir dos sanduíches para diminuir a barriguinha. O importante é apostar nos pães com “100 % integral” na embalagem.

6. Feijão
De acordo com a pesquisa publicada na revista American College of Nutrition, dos Estados Unidos, quem come feijão tem 23% menos chances de ganhar gordura abdominal e 22% menos chances de se tornar obeso. Embora cada tipo de feijão tenha quantidades de fibras diferentes, todos apresentam boas doses de proteína e ferro.

7. Quinua
A quinua é uma excelente fonte de carboidrato de baixo índice glicêmico, que leva mais tempo para ser transformado em açúcar no sangue. Isso evita a produção em excesso de insulina, o hormônio responsável pelo estoque de gordurinhas. Ainda tem vitaminas, sais minerais e gordura boa. Mas é a proteína de alto valor biológico que faz desse grão um alimento especial.

8. Aveia
As fibras insolúveis presentes na aveia estimulam o bom funcionamento do intestino, combatendo a prisão de ventre. Sem contar que esse cereal é um reduto de vitaminas do complexo B, fundamentais para manter o pique – tudo de bom para quem malha! O tipo de aveia que possui maior quantidade de fibras é o farelo (provém da camada externa do grão), seguido dos flocos e da farinha.

Comentários
Deixe uma resposta para Penelope PenteadosCancelar resposta

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Leandro Soares

    Low carbo manda lembranças..

    Curtir

  2. Não comer carboidrato é meio complicado. Dietas restritivas, por várias vezes, acabam desembocando em deslizes. Desde que meu marido foi diagnosticado com diabetes, uma das coisas que tivemos de repensar foi no carboidrato em nossa dieta. Optamos por pesquisar (colocamos muito da nossa pesquisa aqui) e comer carboidratos que ofereçam melhor custo-benefício pra ele. Glicemia controlada.

    Curtir