Estresse prejudica mais o coração das mulheres que dos homens, diz pesquisa

O estudo revela que o estresse no trabalho tem efeito devastador para a saúde do coração das mulheres jovens

Por Redação M de Mulher Atualizado em 28 out 2016, 00h08 - Publicado em 17 out 2013, 22h00

Não fumar, ter uma dieta equilibrada e praticar atividade física são medidas essenciais para cuidar do coração
Foto: Getty Images

É fato: a gente acaba passando a maior parte do dia no trabalho. E muitas vezes a pressão é tão grande e o ritmo é tão alucinante que não dá nem tempo de ir ao banheiro, quanto mais de se alimentar direito. Ok, essa rotina também atinge os homens, porém parece que é o sexo feminino que está levando a pior – e cada vez mais cedo. Uma pesquisa realizada na Dinamarca, publicada na revista científica Occupational and Environmental Medicine, lançou um sinal de alerta especialmente para o estresse no trabalho, que teria um efeito mais devastador sobre a saúde de mulheres jovens, ampliando em 35% os riscos de danos cardíacos. “Nas últimas décadas, a mulher vem acumulando inúmeras responsabilidades e perdendo qualidade de vida. Muitas não conseguem se exercitar, comem mal, fumam”, analisa o cardiologista Marcelo Paiva, responsável pelo Núcleo de Cardiologia do Hospital 9 de Julho, de São Paulo. O resultado é o aparecimento de doença cardiovascular cada vez mais precoce. Sucesso é bom e todo mundo gosta, mas vale desacelerar. “Por mais que o dia esteja puxado, programe intervalos em meio à suas tarefas, alongue o corpo ou relaxe um pouco. E essencialmente encontre tempo para atividades físicas e para momentos de lazer, além, é claro, de buscar uma dieta equilibrada e não fumar”, sugere o especialista.

Publicidade