Medicina antroposófica: perguntas e respostas sobre a prática

Conheça as principais perguntas e respostas relacionadas à medicina antroposófica, cujo tratamento é centrado no tripé mente, corpo e espírito

O homem precisa ter harmonia na mente, corpo e espírito para viver de forma plena e saudável
Foto: Getty Images

Reconhecido no Brasil há quase 20 anos, mas ainda pouco divulgado, o tratamento da medicina antroposófica está centrado no tripé mente, corpo e espírito e defende que o homem precisa ter harmonia nesses três pilares para viver de forma plena e saudável. As médicas Rita Rahme e Elaine Costa, presidente e vice-presidente da Associação Brasileira de Medicina Antroposófica, explicam como ela funciona.

O que é?
Essa linha, criada pelo filósofo austríaco Rudolf Steiner no início do século 20, considera que todo indivíduo tem o corpo físico (o organismo), o vital (a energia que comanda a atividade celular), o anímico (sentimentos, pensamentos e desejos) e o espiritual – além de habilidades sensoriais, emocionais e executivas (o pensar, sentir e agir). Todo esse conjunto precisa estar em harmonia para se alcançar a saúde plena. Nela, não se trata a doença, mas, sim, o doente.

A consulta é como as outras?
Os especialistas são bem calorosos com os pacientes – muitas vezes, até parecem velhos amigos. Na consulta de uma hora, em média, a pessoa fala de tudo sobre sua vida – da queixa que a levou ao consultório, de sua infância, da vida amorosa e do trabalho. Claro que também há um exame físico.

E como é feito o diagnóstico?
O médico leva em conta o temperamento do paciente, sua história e fase de vida, além do resultado de exames clínicos ou laboratoriais. Por exemplo: quem é mais melancólico, sente a vida pesada, empacada, possivelmente terá que tratar a vesícula biliar, independentemente da queixa principal ser sinusite.

Quais as formas de tratamento?
O paciente recebe muitas orientações e aconselhamentos – o medicamento entra num segundo momento. Ainda seguindo o exemplo da sinusite, o profissional recomenda manter mãos, pés e cabeça aquecidos, porque as crises podem ser detonadas pela perda de calor. Também são prescritos remédios antroposóficos (100% naturais), chás, compressas, pomadas e até mesmo medicamentos alopáticos. Psicologia antroposófica, massagem rítmica e terapia artística são outras terapias coadjuvantes.

Demora a surtir efeito?
Esse tipo de medicina busca a origem do problema físico (e não apenas o alívio dos sintomas) para poder tratar o indivíduo como um todo. Isso pode levar um tempo, porém o resultado é mais efetivo, garantem os médicos. Há grande chance de sucesso em casos como ansiedade, síndrome do pânico, depressão, rinite, asma e sinusite. Em problemas pontuais, como febre, dor de garganta, diarreia, resfriado, o resultado pode ser rápido.

Quem pode recorrer à medicina antroposófica?
Qualquer pessoa (do bebê ao idoso) e com qualquer distúrbio – doenças agudas ou crônicas, simples ou graves.

Quanto custa uma consulta e como achar um bom médico?
Consulte a Associação Brasileira de Medicina Antroposófica no site www.abmanacional.com.br para informações sobre médicos antroposóficos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s