7 erros que você (provavelmente) comete na aula de spinning

Tensionar os ombros, mexer o quadril, segurar a respiração... Esses erros comuns podem sabotar o seu desempenho. Descubra quais são os outros problemas e elimine do seu treino

Dependendo do pique do professor e do grupo, além do método de treino usado, uma aula de spinning chega a torrar 700 calorias. Empolgante, não? Só cuidado: alguns erros durante a execução podem atrapalhar o seu desempenho. Confira, abaixo, quais são eles e fuja das armadilhas:

1. Tensionar os ombros
O movimento é intenso, a gente sabe. Mas, isso não significa que sua postura deva seguir a mesma frequência. Por isso, relaxe os ombros (eles não precisam encostar na sua orelha) e olhe para a frente (não para os seus pés). Assim, você evita a tensão desnecessária e lesões no pescoço e nas costas.

2. Balançar os quadris
Ficar movimentando o quadril para frente e para trás não vai aumentar o seu gasto calórico. Para que o exercício seja feito corretamente, você precisa estabilizar o tronco (e mexer o mínimo possível) e também manter a movimentação das pernas.

3. Segurar a respiração
Quando a aula está puxada, talvez você prenda a respiração. Calma, a reação é normal. Para consertar o erro, procure respirar continuamente para fornecer energia aos seus músculos e, assim, evitar desmaios. Dica: inspire pelo nariz e solte o ar pela boca.

4. De olho nos pedais
Se o ritmo da aula fica lento, a tendência é esquecer-se de forçar os pedais. Ao ignorar o movimento, você está cansando suas pernas sem necessidade. Por isso, a sugestão é manter os pedais sempre em movimento. Dessa forma, você mantém o corpo equilibrado e sente mais disposição para finalizar o treino.

5. Manter a mesma carga
É daquelas que não aumentar a carga da bike? Se a resposta for positiva, nós temos uma revelação: o exercício está errado. Quando a resistência é fraca, os joelhos ficam comprometidos.

6. Apertar o guidão com força
Isso só vai aumentar a tensão nos seus ombros. Por isso, a dica é descansar sutilmente a palma da mão sobre o guidão, mas sem apertar. Imagine que ele serve como um apoio e não como a sua fonte de equilíbrio no aparelho.

7. Não fazer alongamento
Depois de uma aula intensa, procure fazer um bom alongamento. O exercício é bom para liberar a tensão do quadril e também ajuda o organismo a se recuperar.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s