Campanha de dia dos namorados da Adidas recebe comentários homofóbicos – e marca surpreende com resposta

Afinal, amor é amor. E toda forma de manifestação deve ser respeitada

Para comemorar o famoso Valentine’s Day, Dia dos Namorados nos Estados Unidos e em outras partes do mundo, a marca fitness Adidas postou a imagem acima no Instagram, com o objetivo de representar um casal do mesmo sexo. A legenda diz: “O amor que você recebe é igual ao amor que você dá”.

A resposta do público, em sua maioria, foi positiva. Contudo, alguns comentários negativos e até homofóbicos começaram a pipocar na rede social da empresa. Aos que não gostaram da publicação, a Adidas teve um posicionamento diferente: simplesmente respondeu de maneira educada e sucinta – usando emotions (aquelas carinhas fofas). Um verdadeiro “tapa com luva de pelica”. Veja as respostas:

 

Reprodução/ Instagram Reprodução/ Instagram

Reprodução/ Instagram (/)

Comentário: @americanhero123 “Vergonha de vocês, Adidas! Eu vou para a Nike agora”
Resposta: @adidas emotion de mãozinha dando tchau e beijinho.

Comentário: @azemann “Que porr* é essa, Adidas? Esse dia é para garoto e garota, quando são um casal. Não para lésbicas. Adidas estúpida”
Resposta: @adidas – “Não, esse dia é para o AMOR. Feliz Dia dos Namorados”.

Além do posicionamento nas redes sociais…

No começo deste mês, a Adidas informou que os atletas patrocinados pela empresa têm garantias contratuais de que eles podem tornar a sexualidade pública, sem sofrer qualquer tipo de julgamento ou problema contratual. Sejam eles gays, bissexuais ou transexuais.

De acordo com o BuzzFeed News, a nova cláusula diz: “A Adidas reconhece e adere aos princípios da diversidade, sendo esta uma parte central da filosofia do grupo. Assim, a Adidas garante que este acordo não será nem terminado nem modificado caso o atleta venha a público como um membro da comunidade LGBT”.

A falta de garantias – de apoios financeiros e de patrocínios – pode ser um dos principais motivos que impedem muitos atletas de manifestar sua opção sexual. A iniciativa define uma nova etapa no universo esportivo e a Adidas, por sua vez, sai à frente de muitas outras marcas, oferecendo maior respeito aos seus atletas. Em muitos países, o rompimento de contratos por orientação sexual ainda é permitido. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s