Inspiração: ela emagreceu 21 quilos em 1 ano

Tatiane Santos conseguiu driblar vários obstáculos e conta alguns dos seus truques. "A malhação é meu remédio para o cansaço e a ansiedade".

Foto: Luciana Cristhovam

“Durante quase dois anos de tratamento à base de cortisona para uma doença crônica, engordei mais de 20 quilos. Como, na época, o foco era tratar o problema, me descuidei da alimentação e da atividade física e cheguei a 78 quilos. Controlei a doença, mas passei um ano acima do peso até resolver dar a volta por cima. Um dia, vi uma foto que alguém tirou de mim trabalhando e fiquei assustada. Então, resolvi me cuidar. Fui à nutricionista e mudei várias coisas na alimentação – principalmente, diminuir as quantidades, comer de três em três horas e incluir mais alimentos saudáveis porque, na verdade, sabia o que podia e não podia comer.
 
A parte mais difícil foi aderir à atividade física. Comecei caminhando e fazendo aula de step e eu, que antes não durava mais de seis meses na academia, passei a adorar musculação e corrida. Sequei 21 quilos e venho mantendo o peso há um ano. Hoje, treino uma hora e meia de segunda a sexta e não consigo mais ficar sem isso. Além de acelerar o emagrecimento e ajudar a firmar o corpo, o exercício me permite alguns deslizes no cardápio de vez em quando, mas sem neura (sempre dou uma afrouxada na dieta no fim de semana…), e me ajuda a controlar a ansiedade.
 
Esta, aliás, é a principal vantagem para mim: ao mesmo tempo em que me dá pique para aguentar o dia a dia corrido, trabalhando em pé durante horas e, às vezes, tendo que ir a vários lugares no mesmo dia, malhar é o melhor jeito de me acalmar e encontrar o equilíbrio. Estou feliz, me sinto linda e, finalmente, posso vestir o que quiser sem me preocupar se vai cair bem. Para ficar perfeito, só falta uma coisa: um namorado novo!”
 
Tatiane Santos
 
Idade: 30 anos
Altura: 1,59 metro
Peso atual: 57 quilos
Conquista: emagreceu 21 quilos em 1 ano 
 
Driblando a falta de rotina 
 
Tatiane é maquiadora e trabalha cada dia em um lugar, pois não tem emprego fixo. Além disso, não gosta de cozinhar. Pensa que isso atrapalhou a disciplina para comer direito? Que nada. “Escolho alimentos prontos ou práticos de preparar e levar na bolsa, como sanduíches naturais, shakes, frutas e mix de castanhas”, fala. “E dou um jeito de me organizar para preparar alimentos que sirvam para vários dias, como legumes cozidos.”
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s