Bianca Bin fala sobre comida, dieta & cia

Confira os segredos e truques da atriz para manter o corpo em dia.

Por Dalila Magarian (colaboradora) Atualizado em 22 out 2016, 16h01 - Publicado em 22 jun 2014, 22h00

Bianca Bin foi capa da BOA FORMA em março de 2013
Foto: Ale de Souza e Adriano Damas

Embora nunca tenha brigado com o peso durante a adolescência, as coisas mudaram para ela em 2011, quando viveu a sertaneja Açucena na novela Cordel Encantado, sua primeira protagonista na TV. “O ritmo das gravações era intenso e eu não me alimentava direito, muito menos nas horas certas. Chegava em casa tarde da noite, morrendo de fome e comia o que via pela frente”, conta. Por causa dessa rotina desregulada, Bianca ganhou 6 quilos. Terminou a novela um manequim maior e com as bochechas mais cheinhas. “Foi quando me toquei de que precisava dar um jeito na situação.” Nessa tarefa, ela contou com a ajuda do marido, o ator Pedro Brandão. “Ele gosta de cozinhar, conhece bem as regras de alimentação saudável e me ajudou a fazer substituições ótimas no cardápio, sem sentir uma grande diferença. Em nove meses, emagreci todos os quilos a mais.” Para garantir resultados, ela também decidiu pedalar e correr. Acompanhe o que mais BOA FORMA descobriu sobre a transformação de Bianca.
 
Você costuma cozinhar em casa ou come mais fora? 
Prefiro levar comida de casa para o trabalho, mas nem sempre isso é possível. Então, acabo comendo mais no Projac mesmo. Para falar a verdade, eu cozinho pouco. Sou do tipo que sabe se virar, mas não sente aquele prazer em preparar a comida, sabe? O Pedro adora cozinhar e faz isso muito bem. Ele gosta de criar, de misturar temperos diferentes, ervas… Faz quase uma alquimia culinária. Acho esse talento lindo, e, como ele curte, é quem sempre acaba indo para a cozinha. Não gosto muito de comer fora, e frequentamos restaurantes quando buscamos algo específico, como comida japonesa. Mas prefiro mil vezes uma comidinha caseira. 
 
Como é o seu café da manhã? 
Não tenho muito apetite logo quando acordo. Tomo sempre uma vitamina, que eu mesma preparo com 1 copo (250 ml) de leite desnatado, 2 colheres de sopa de aveia, 1 colher de sopa de linhaça dourada e 1 fruta (1 banana ou ½ papaia). 
 
O que nunca falta na sua geladeira? 
Frutas, legumes e queijo branco light. 
 
Como dribla a fome entre café, almoço e jantar? 
Como uma fruta ou barrinha de cereal. 
 
Quais são as suas frutas favoritas? 
É mais fácil citar aquelas de que não gosto: melão e jaca. Também não sou fã de frutas secas. E gosto de quase todos os legumes, até quiabo e jiló. Das verduras, só não encaro acelga e rúcula.
 
Como tempera a salada? 
Com limão ou vinagre mais azeite, sal e pimenta-doreino. Também adoro usar molho de iogurte com mostarda. 
 
Costuma consumir orgânicos? 
Sempre! Pena que não são tão acessíveis, porque, além de ser muito mais caros, não há tanta variedade no supermercado comum. 
 
Que tipo de substituição faz quando quer cortar calorias? 
Troco carne vermelha por branca, farinha normal pela integral e dou preferência aos produtos light. 
 
Esse é o segredo do seu emagrecimento? 
Também fiquei mais exigente com o que como. Hoje, evito comer frituras e troquei de vez o arroz, pão e macarrão comuns pelos integrais. Adoro purê de batata, mas, para reduzir calorias, às vezes substituo pelo de mandioquinha. Outra descoberta foi a biomassa de banana verde, que agora uso no lugar dos espessantes tradicionais, como farinha de trigo, soja, fécula de mandioca e amido de milho. É uma maravilha, pois pode ser usada em várias receitas e torna o alimento funcional. 
 
Come carne vermelha? 
Sim, frango e peixe também. 
 
O que faz para garantir energia durante o dia? 
Procuro comer de três em três horas, comer muita fruta e beber bastante água. 
 
Do que não abre mão, mesmo quando deseja emagrecer? 
Chocolate e sorvete. Amo! 
 
Mas como se controla? 
Gosto mais do chocolate ao leite, mas aprendi a gostar do amargo também, que tem mais benefício para a saúde. Mesmo assim, não como todo dia. 
 
Que outros truques de alimentação funcionam para você? 
Aposto nos cereais integrais (como arroz, aveia e quinua), alimentos diuréticos (berinjela, cebola, limão, abacaxi e melancia) e chás (prefiro os de erva-doce, camomila, capim-limão, erva-cidreira e hortelã), para ajudar meu intestino funcionar e eu me sentir mais fininha. Também gosto da semente de chia, que inibe o apetite e é rica em ômega 3. 
Publicidade