Conheça novo tratamento para rejuvenescer a área íntima feminina

Pois assim como a pele do rosto e do corpo, a região também perde volume, ganha flacidez e envelhece

Por Gislene Pereira e Marina Campos Atualizado em 17 fev 2020, 15h10 - Publicado em 12 ago 2017, 08h00

O rejuvenescimento da área íntima foi pauta no encontro anual da Academia Americana de Dermatologia, que aconteceu em Orlando, nos EUA. “Assim como a pele do rosto e do corpo, a da vagina também perde volume, ganha flacidez e envelhece”, explica o dermatologista Amilton Macedo, de São Paulo. Mas há tratamentos para dar um up 
na zona V!

Leia mais: Como as mãos e as unhas mudam aos 20, 30 e 40 anos

“A radiofrequência monopolar promove a contração da pele e estimula a produção de colágeno”, diz o especialista. Papel exercido pelo novo BTL Ultra Femme. Já certificado pelo FDA (agência ame00ricana que controla procedimentos médicos) e prestes a ser liberado pela Anvisa, o aparelho conta com ponteira 360° indolor, que emite níveis altos de energia. O órgão fica mais firme, a incontinência urinária é controlada e o desempenho sexual, potencializado.

Fique por dentro de tudo o que rola no mundo fitness com a newsletter da BOA FORMA

  • Continua após a publicidade
    Publicidade