A consultora de imagem Fernanda Fogaça: nova colunista da Boa Forma Imagem e estilo, por Fernanda Fogaça Para fazer a diferença na autoestima das pessoas, a consultoria de imagem pode funcionar como uma terapia de fora para dentro

Como anda a sua autoestima?

Quando você se olha no espelho e gosta do que vê, passa a se observar e se cuidar ainda mais! Entenda por onde começa a consultoria de imagem

Por Fernanda Fogaça Atualizado em 26 ago 2021, 15h37 - Publicado em 26 ago 2021, 15h31

COMO A CONSULTORIA DE IMAGEM MUDOU MINHA VIDA

Eu sempre gostei de trabalhar com pessoas. Desde o meu primeiro emprego depois de formada, como trainee de uma grande instituição financeira, eu fui alocada em uma área comercial.

Há 10 anos venho trabalhando com talentos humanos, atuando em consultorias especializadas em carreira e desenvolvimento organizacional. Formada em Engenharia Química, tive que ir atrás de uma pós-graduação em Gestão de Pessoas: Carreiras, Liderança e Coaching, para balancear meus olhares de Exatas e Humanas na carreira.

Mas eu queria ir além. Queria poder fazer a diferença na autoestima das pessoas. Queria ser capaz de causar um impacto imediato e visível, para que homens e mulheres passassem a gostar mais de si mesmos. E foi aí que eu entrei no mundo da Consultoria de Imagem…

MAS O QUE É, AFINAL, CONSULTORIA DE IMAGEM?

Eu costumo dizer que a Consultoria de Imagem é uma terapia de fora para dentro! Tudo começa com uma conversa para entendermos qual é o seu objetivo, ou seja, sua imagem desejada. Quer parecer mais profissional? Mais acessível? Mais elegante?

Então começamos um processo de avaliação das suas características físicas (coloração pessoal, análise de biótipo, formato de rosto, etc) e comportamentais (hábitos, estilos preferenciais, gostos pessoais), para chegarmos a uma proposta de imagem que reflita sua individualidade e a mensagem que você deseja transmitir.

Continua após a publicidade

Quando você se olha no espelho e gosta do que vê, passa a se observar mais, se conhecer mais e se cuidar ainda mais, e assim entra num círculo virtuoso.

E POR QUE ISSO É IMPORTANTE?

De acordo com os estudos do Prof. Dr. Albert Mehrabian (UCLA, 1967), nossa comunicação acontece da seguinte maneira:

  • 55% – VISUAL (apresentação pessoal, postura, gestos, expressões faciais)
  • 38% – VOCAL (timbre de voz, entonação, ritmo de fala)
  • 7% – VERBAL (conteúdo, palavras)

O raciocínio do professor Mehrabian é de que a aparência, a voz e as palavras devem ser consistentes umas com as outras durante a comunicação. Se o interlocutor da mensagem detectar alguma inconsistência, utilizará instintivamente o não-verbal para obter uma impressão geral sobre a mensagem.

Em outras palavras: somos criaturas visuais, então fazemos nossa interpretação das comunicações pelas pistas não-verbais. Portanto, ter uma apresentação pessoal consistente com nosso temperamento e a mensagem que queremos transmitir é vital para nosso sucesso pessoal e profissional.

 

A consultora de imagem Fernanda Fogaça: nova colunista da Boa Forma
A consultora de imagem Fernanda Fogaça: nova colunista da Boa Forma Arquivo Pessoal/BOA FORMA

Fernanda Fogaça é formada em Consultoria de Imagem pelo Centro Universitário Belas Artes, com especialização em Visagismo Comportamental e Imagem Corporativa.

Continua após a publicidade

Publicidade