Fitness

TESTAMOS: CMSlim para crescer o bumbum

Nossa editora testou o protocolo clínico por um mês

por Larissa Serpa | Imagem ilustrativa: Getty Images Atualizado em 13 jan 2021, 14h12 - Publicado em 18 jan 2021 09h00

Você já deve ter ouvido falar de eletroestimulação no treino, certo? Trata-se de um tipo de colete “uniforme” que você usa enquanto se exercita e que aumenta involuntariamente a contração muscular, exigindo mais dos músculos durante o treino e, consequentemente, tendo resultados mais rapidamente. Pois o treino muscular de alta intensidade magnética CMSlim não é isso. Diferente da eletroestimulação, ele é feito na clínica, em repouso, e não durante o treino. Nossa editora testou o aparelho CMSlim para crescer o bumbum por um mês e conta, abaixo, os resultados.

O que é o CMSlim

-
Skintec/Divulgação

O primeiro estimulador clínico que atinge o músculo, e não o tecido de gordura. “Até então, nós tínhamos diversos aparelhos que focavam na gordura corporal diretamente mas nenhum que atingia o tecido muscular como foco. E hoje já se sabe que, para ter um índice de gordura menor, é preciso aumentar os músculos. Isso vai fazer o metabolismo acelerar e o corpo vai eliminar gordura naturalmente, de forma eficaz e de forma ‘permanente’, diferente de quando nós apenas eliminamos gordura rapidamente, que ela volta”, explica Vinicius Aguilera, médico nutrólogo da Clínica Aguilera.

Uma sessão de 30 minutos do aparelho equivale a 20mil repetições de um exercício na região tratada

Por isso, o aparelho não é indicado apenas para quem quer músculos mais definidos mas também para quem quer perder gordura localizada em um região de maneira eficaz e com resultados de longa duração.

O campo eletromagnético do aparelho estimula diretamente a contração muscular, que proporciona crescimento do músculo e induz a redução de gordura. Tudo isso acontece enquanto você está deitado em uma maca, com duas manoplas “dando choquinhos” na área escolhida por você.

“Esse processo de contração é semelhante ao que acontece quando fazemos exercícios, mas de forma involuntária, sem esforço e com um resultado superior. Uma sessão de 30 minutos equivale a 20mil repetições de um exercício na região tratada”

Continua após a publicidade

Protocolos e programas

Existem 4 diferentes protocolos para tratamento, que vão de acordo com o objetivo de cada cliente.

  • Hércules: para hipertrofia (aumento muscular) masculino
  • Vênus: para hipertrofia feminina
  • David: para queima de gordura masculina
  • Aphrodite: para queima de gordura feminina

O indicado é que se realize 8 sessões para ver os resultados, de 2 a 3 vezes por semana. Após isso, a manutenção pode ser realizada uma vez por mês.

Veja aqui um treino para aumentar o bumbum.

O teste

-
Colin Anderson Productions pty ltd/Getty Images

Eu escolhi o programa de hipertrofia nos glúteos (o sonho do bumbum durinho). Considerei também para o teste o programa de perda de gordura no abdômen, já que, segundo Vinicius, ele dá resultados visíveis muito rapidamente. Porém, como eu possuo DIU de cobre, não pude realizar — por conta das ondas eletromagnéticas que entram em contato com o material, não é indicado fazer o procedimento em qualquer região que possua algum tipo de metal próximo do local de tratamento.

Primeira impressão

Antes de tudo, foram feitas fotos e tiradas as medidas para que eu comparasse com meu resultado final. Minha circunferência de bumbum começou com 94 cm.

Na sessão, você é instruída a ficar de calcinha (já que a minha era nos glúteos) porque o aparelho deve ficar em contato direto com a pele. Logo que as manoplas começam a dar “choques” nos glúteos, você leva um pequeno susto mas é completamente suportável. A intenção não é que você sinta nenhuma dor, então, se começar a sentir, é só avisar ao profissional para que ele abaixe a intensidade. Eu comecei na intensidade 6 de 10.

Ao longo do procedimento

Aos poucos, fui aumentando o nível para 7, 8 e 9 (que foi o máximo que consegui). Houve sessão que eu tive que regredir: apesar de ter feito no nível 8 anteriormente, tive que pedir para voltar à 7 naquela semana pois eu estava menstruada e mais sensível à dor. Nas sessões de meia hora cada, que fiz na Clínica Aguilera, eu ocupava o tempo lendo um livro ou mesmo assistindo à TV com Netflix disponível, enquanto o aparelho agia. No dia seguinte a cada sessão, eu sentia aquela dorzinha muscular de quando você faz exercícios, mas bem levemente.

Continua após a publicidade

Resultados

Minha medida final indicava que meu bumbum estava com 98 cm. Foram 4 cm a mais em apenas um mês de procedimento e sem fazer nenhuma atividade física adicional — mas o indicado é casar o tratamento com a prática regular de exercícios, para resultados ainda mais significativos.

Ganhei 4 cm de bumbum e eliminei 2% de gordura corporal

Em um teste de bioimpedância que fiz ao final de novembro (antes de começar o CMSlim), minha porcentagem de gordura corporal estava em 25%. No que fiz ao final do tratamento, estava em 23% (esse teste não foi feito na clínica, fiz em outro local).

Conclusão

Com certeza, o CMSlim é um tecnologia diferente das outras que vemos para diminuir gordura em clínicas. Mesmo para mim, que procurava aumento de massa muscular, eu obtive esse resultado e ainda perdi gordura, melhorando minha relação gordura X músculos. Por ser um procedimento de apenas 30 minutos, não atrapalhou minha rotina e obtive resultados rápidos. Aprovadíssimo!