Gisele Bündcheh é apaixonada pela ioga, que mantém suas curvas em dia

Depois de dois filhos, ter um corpo tão bonito não há milagre: é preciso comer direito e malhar.

Por Redação M de Mulher Atualizado em 28 out 2016, 02h39 - Publicado em 14 jul 2014, 22h00

Foto: Thinkstock

Quando Gisele conheceu a ioga, cerca de dez anos atrás, foi amor à primeira vista. Começou pela hatha ioga, que é muito centrada na respiração. O primeiro benefício que sentiu foi o abdômen mais forte e, em consequência, menos pressão nas costas, que também são fortalecidas com a prática. Além de tonificar os músculos do corpo todo, pois várias posições exigem a sustentação do peso do corpo nas mãos e braços, a ioga trabalha a postura, alonga e aumenta a flexibilidade: dá até impressão que o corpo fica mais leve. 
 
“Para mim, ioga é uma filosofia de vida. Às vezes pratico sozinha, outras com professor particular. Tudo depende de onde estou, mas geralmente faço ioga em casa mesmo”, disse. Desde que aderiu à prática, Gisele passou a tratar o próprio corpo como um templo, a cuidar melhor dele e a respeitá-lo, acima de tudo. 
 
E não foi só no corpo que Gisele percebeu o poder da ioga: a modelo, que vivia a mil por hora, passou a se sentir mais calma, mais segura e mais presente, ou seja, mais equilibrada. Ela defende que o importante é descobrir um exercício que você goste porque, desse modo, você faz com prazer. 
 
“Eu estou sempre atrás de atividades que sejam divertidas para mim. Como viajo bastante, procuro alternativas diferentes em cada lugar. Pratico kung fu quando estou em Boston, já em Los Angeles faço aulas de dança e também um pouco de musculação. Mas o que mais gosto é praticar esportes ao ar livre. Sempre que posso, aproveito para surfar, cavalgar, jogar vôlei, praticar boxe, enfim, adoro esportes!”, disse.
Publicidade