Como programar seu cérebro para conquistar suas metas de ano novo

Chega de quebrar promessas! Veja como fazer os bons hábitos durarem muito além do Carnaval

Imaginar um jantar com o Brad Pitt não vai fazer com que ele passe na sua casa para buscá-la – nem agora que o ator voltou a ser solteiro. Mas visualizar seu abdômen mais desenhado ou você cruzando a linha de chegada na sua primeira meia maratona pode, sim, tornar esses resultados muito mais fáceis de serem atingidos. Acredite, é a ciência que está falando. Ao programar seu cérebro para o sucesso, você vai conquistar os quatro propósitos de ano novo desta reportagem: se alimentar melhor, ganhar um corpo em forma, acelerar sua carreira e se tornar mais resiliente diante dos perrengues do dia a dia. Veja como!

Meta 1: comer melhor

Dizer a si mesma que vai abandonar o biscoito recheado não é o bastante: sem firmeza de objetivos, é grande o risco de a promessa naufragar na primeira frustração do ano. Sua dieta libera só um quadradinho de chocolate por dia? Para cumprir essa regra, pense no sabor e no prazer de comer uma barra inteira. Um estudo recente com mais de 300 voluntários, publicado pela revista americana Science, mostrou que imaginar as sensações do chocolate na boca contribui para você comer até 50% menos.

Superada essa fase, é hora de partir para o outro extremo e pensar em trocar o bombom por uma fruta. Uma boa estratégia é abastecer a geladeira com alimentos compatíveis com a sua decisão. Então, comece a se ver comendo melhor. “Crie cenas mentais, com riqueza de imagens, sons e sensações”, recomenda Cersi Machado. Imagine sua pele mais bonita, o cabelo mais sedoso e brilhante depois que você adotou hábitos alimentares melhores. O colesterol não está muito bom? Visualize um resultado excelente nos próximos exames laboratoriais. Mas coloque emoção no que mentaliza. “É estratégico para mobilizar as potencialidades interiores e, assim, caminhar na direção do que se almeja”, afirma o palestrante motivacional.

Veja também: Ideias para novos desafios fitness em 2017

Meta 2: você na sua melhor versão

Comece, novamente, pelo começo: o que é possível fazer? Não dá para você chegar rapidamente àquele corpão que a musa fitness lapidou em várias horas de treino por dia, ano após ano. Mas pode explicar a si mesma por que quer um corpo mais bonito. “Visualize quanto isso é relevante e os benefícios que vai trazer para sua vida”, orienta a psicóloga clínica e psicodramatista Cristiane Romano, de São Paulo. Então, divida o problema em pequenas partes e ataque uma por vez: escolher uma academia, consultar uma nutricionista e um profissional de educação física… Feito isso, monte uma estratégia.

Cristiane sugere desenhar uma mandala (desenhos geométricos são usados desde a Antiguidade para atrair energias positivas) para você ativar com mais eficiência suas visualizações. Escreva no centro seu objetivo (ter um corpo mais desenhado) e, ao redor dele, em intervalos concêntricos, anote o que precisa ser feito para atingir essa meta (não comprar guloseimas, fazer exames preventivos, frequentar uma academia, não usar a comida para combater a tristeza). Se desejar, recorte figuras que expressem esses desejos e cole-as no desenho. Então, prenda-o em um lugar visível onde possa ser contemplado com facilidade para que você avalie o que já conquistou e o que ainda falta.

 

Meta 3: feliz na carreira

Bater o cartão com orgulho na segunda-feira depende de uma motivação interna, mas também do reconhecimento do outro e do momento financeiro da empresa e, por isso, pode tornar essa meta ainda mais desafiadora. O caminho até o topo vai ser menos cansativo se, claro, você fizer sua parte e confiar num retorno positivo – pode demorar, mas um dia ele vem! “Estabeleça uma meta factível e bem desenhada”, diz a psicóloga Valéria Meirelles. Comece pedindo um feedback ao chefe sobre seu desempenho. A partir desse retorno, busque formas de investir em si mesma: faça cursos, amplie seu networking e fique atenta às oportunidades. Se perceber que não existe espaço para você crescer na empresa, pense na possibilidade de trocar de emprego. “Muitas vezes precisamos sair da zona de conforto para conquistar uma posição melhor”, diz Cristiane Romano. Outro motivo para mudar: “Amargar insatisfações no trabalho faz com que as pessoas adoeçam”.

Nos dois casos, é hora de avaliar as perdas e os ganhos e tomar a melhor decisão. E, novamente, a visualização pode ajudá-la. Tente praticar a técnica em um ambiente silencioso para esvaziar a mente. Sente em uma posição confortável e respire fundo – sinta o ar preencher completamente os pulmões e esvazie-os de maneira consciente. Monte seu próprio filme e se assista mentalmente chegando para trabalhar na empresa dos seus sonhos, altiva, confiante, com muitos planos capazes de contribuir para o crescimento do negócio. “Se surgirem imagens diferentes e perturbadoras, neutralize-as. Para isso, fortaleça os pontos positivos”, orienta Cersi. Impossível? Procure a ajuda de um coach, praticante de PNL (programação neurolinguística) ou hipnoterapeuta.

E mais: 1 hábito novo mensal para manter a resolução de emagrecer em 2017

Meta 4: firme e forte para o que der e vier

Nunca estamos 100% preparadas para enfrentar a perda de uma pessoa querida ou o fim de um relacionamento, embora situações complexas como essas façam parte da vida. Para lidar melhor com esses dilemas, preste atenção nos seus pontos fortes e fracos. Autoconhecimento é a chave para superar esses obstáculos. Descubra algo capaz de deixar seu coração tranquilo. Existem alguns caminhos para isso: “A leitura de um livro sobre o tema que tem perturbado você, o resgate da espiritualidade ou um apelo à rede de amigos”, orienta Valéria Meirelles.

Para muitas pessoas, funciona a tática de canalizar a energia para algo positivo: correr, cozinhar ou fotografar, por exemplo. “São atividades que, por serem realizadas com concentração, funcionam como uma meditação em movimento”, garante a psicóloga. Aproveite esses momentos também para visualizar sua força interior – ela é essencial para que você realize suas metas de ano novo – e seja feliz em 2017, 2018…

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s