7 truques de Fernanda Souza para não escapar da dieta

Quando o assunto é alimentação, a atriz garante que aprendeu a ser saudável sem cortar seus pratos preferidos do cardápio. Quer descobrir outros segredos? Fernanda compartilha aqui

Por Maria Lúcia Zanutto - Atualizado em 22 out 2016, 14h56 - Publicado em 29 out 2015, 14h22

Manter a dieta já foi um problema na vida de Fernanda Souza. Mas, com a ajuda da sua nutricionista e uma boa dose de força de vontade, ela garante que encontrou um equilíbrio. No dia que a atriz comandou as redes sociais da BOA FORMA, ela respondeu as perguntas das leitoras e compartilhou algumas dicas, que você confere aqui:

1. Aposte na famosa lei da compensação
Eu sempre escolho uma refeição da semana para dar uma extrapolada. Quando dou aquela “jacada” (sim, eu jaco como todo mundo!), compenso no dia seguinte comendo bem saudável. Hoje, meu almoço foi: peixe grelhado com bastante limão, salada de folhas, tomate-cereja e um pouquinho de batata-doce com iogurte.

2. Entre na onda da marmita saudável
Quando vou passar o dia fora de casa, levo alguma coisa para comer. Hoje, como tenho gravação, vou apostar na marmita com frutinhas: melão, ameixa e maçã. Para facilitar, você pode cortar os alimentos um dia antes e deixar na geladeira. Assim, você não fica com preguiça de preparar.

3. Invista nos alimentos saudáveis
Aqui em casa, a gente só usa o sal rosa do himalaia. Ele é um pouquinho mais caro, mas é muito mais saudável e natural (ele não passa pelo processo de refinamento) e, por isso, mantém mais de 80 minerais. Também tem menos sódio que a versão refinada. Pessoalmente, acho que é melhor investir em alimentos saudáveis do que em remédio.

4. Capriche no café da manhã
No meu café da manhã não pode faltar ovo mexido com algum carboidrato de baixo índice glicêmico. Também gosto de combinar esse recheio com tapioca e pão sem glúten.

5. Faça pequenos lanches entre as refeições
Eu nunca saio de casa sem a minha “colação”, que são aqueles pequenos lanches rápidos que a gente come entre as refeições principais.

6. Encontre opções saudáveis
O truque é não colocar nenhum alimento na “lista dos proibidos”. Eu, por exemplo, não vivo sem pão e aposto na opção sem glúten e sem lactose. Você precisa experimentar as versões disponíveis no mercado e encontrar aquela que satisfaz as suas vontades.

7. Comece devagar
A dica para quem deseja fazer uma reeducação alimentar é: vá com calma! Se você faz mudanças muito radicais, provavelmente, não vai aguentar até o final. É um processo difícil, mas não impossível. E, no final, vale a pena. 

Continua após a publicidade
Publicidade