BOA FORMA responde Vamos atrás dos melhores especialistas para tirar suas dúvidas

Qual a relação entre dieta low carb e Covid-19?

Por Amanda Panteri Atualizado em 15 Maio 2021, 15h15 - Publicado em 18 Maio 2021, 14h00

As pesquisas e descobertas a respeito do novo coronavírus são ainda muito recentes — mas estão acontecendo a todo vapor. Por isso, não é de se espantar que, de vez em quando, surjam novas evidências sobre a doença. Uma delas, por exemplo, parece relacionar a alimentação com restrição de carboidratos com menores riscos de complicações pela enfermidade. 

Desde o início da pandemia, já sabíamos que pessoas idosas e com algumas comorbidades apresentavam chances mais elevadas de desenvolver quadros mais graves da doença— como é o caso do diabetes. José Carlos Souto, médico e diretor-presidente da Associação Brasileira Low Carb (ABLC), explica que vários estudos têm mostrado que não apenas o diagnóstico de diabetes, mas estar com a glicose elevada no sangue (ou com o problema mal controlado no momento da internação), também podem ser características perigosas.

Um deles, por exemplo, foi feito em Nova York, com 708 adultos. Os pacientes foram divididos em dois grupos: um com pessoas que apresentavam níveis de glicose abaixo de 140 mg/dl e outro com indivíduos com níveis de açúcar no sangue superiores a 180 mg/dl. A pesquisa concluiu que tanto diabéticos quanto quem ultrapassou os limites estabelecidos tiveram mais chances de internação e óbito. 

Segundo o médico, o principal determinante do nível de glicose no sangue para a maioria das pessoas é a quantidade de carboidratos na dieta. E apesar do estudo não relacionar diretamente as duas coisas, a gente pode entender que a dieta low carb pode ser boa nesse sentido. “Por se tratar de uma intervenção não medicamentosa e que melhora o controle do diabetes, não há porque não agregar essa estratégia no tratamento dos pacientes com covid-19”, afirma.

Mas lembre-se: sempre com orientação médica, ok?

Continua após a publicidade
Publicidade