Imagem Blog

BOA FORMA responde

Vamos atrás dos melhores especialistas para tirar suas dúvidas
Continua após publicidade

O que é um lifting de plano profundo?

Por Paolo Rubez
29 nov 2022, 07h00

É uma técnica que permite um rejuvenescimento muito grande e natural para o rosto, pois trata de forma pontual todas as suas camadas que apresentam envelhecimento. Outro ponto importante é que o resultado se mantém por mais tempo já que o rosto foi tratado de maneira global.

O Deep Plane significa um lifting facial profundo. O nome se dá pelo fato de a cirurgia tratar desde camadas mais profundas face até as superficiais. O envelhecimento ocorre de forma global no rosto atingindo todas as camadas, e esta cirurgia faz o tratamento de todas elas, com exceção do osso.

O lifting inicialmente tratava apenas a camada de pele do rosto, esticando-a e retirando seu excesso. Isso promovia resultados muito artificiais e estigmatizados. Sua evolução foi iniciar o tratamento de camadas mais profundas como o SMAS, tecido que cobre a musculatura, através de pontos para reposicioná-los.

O Deep Plane se diferencia pela forma com que se trata o SMAS, de maneira mais profunda e fazendo um reposicionamento melhor e mais duradouro da anatomia que a idade alterou.

Ela é indicada sobretudo para pacientes acima dos 45 anos em média e que já apresentem sinais de envelhecimento como flacidez de pele e perda de volume na face. Essa cirurgia é feita através de incisões ao redor da orelha e abaixo do queixo de forma que as cicatrizes ficam muito pouco visíveis após alguns meses.

Continua após a publicidade

Ela dura em torno de 5 a 6 horas e é realizada em ambiente hospitalar para segurança do paciente. A anestesia é geral e o paciente deve permanecer no hospital por 1 dia. O paciente deve estar em boas condições clínicas para operar e não deve fazer uso de medicamentos que aumentam o sangramento próximo à cirurgia, como aspirina e anti-inflamatórios.

No pós-operatório é normal apresentar inchaço e roxo na face que melhoram em torno de 2 a 3 semanas. Não é comum que haja dor após a cirurgia. O paciente deve permanecer em repouso relativo por 2 a 3 semanas e afastado de atividades físicas por 30 dias. Além disso, deve evitar sol por 2 meses.

Respondido por:

Dr. Paolo Rubez, cirurgião plástico formado pela UNIFESP, é membro da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS) e da Sociedade de Cirurgia de Enxaqueca dos EUA.

Publicidade