Priscila Conte Vieira: a psicóloga especialista em psicologia positiva é a nova colunista da BOA FORMA Terapia e felicidade, com Priscila Conte Vieira A psicóloga Priscila Conte Vieira (CRP 08/30418), especialista em psicologia positiva, auxilia você a ter uma vida mais leve e mais feliz!

Para você que odeia o Natal

Em caso de síndrome de Grinch, é possível buscar maneiras de trazer novos significados para essa época do ano

Por Priscila Conte Vieira Atualizado em 10 dez 2021, 11h21 - Publicado em 11 dez 2021, 08h00

Ei, eu sei! Parece que nessa época do ano só se fala sobre isso! Mas calma, você não está sozinho! Tem diversas pessoas que não ligam para o Natal ou até mesmo possuem memórias traumáticas que fazem essa data ser muito difícil.

Independente do que tenha acontecido com você ou na sua vida, acredito que você esteja lendo esse texto pois não curte muito o Natal, e quero te dizer que está tudo bem! Você é livre para expressar sua opinião e também para sentir o que sente!

Vou te contar uma coisa, eu sempre amei essa época do ano, mas o Natal por si só era bem chato pra mim. Eu adorava reunir a família, estar de férias, viajar e curtir o clima quente do interior paranaense, mas eu detestava a forma que a minha família celebrava esse dia e sempre fiquei muito chateada no Natal. Afinal, minha família apenas fazia um almoço especial no dia 25 e nada no dia 24, todos iam dormir cedo e eu me sentia completamente sozinha.

Hoje em dia eu estou tendo a chance de viver um novo Natal, comemorando demais no dia 24 e tendo o dia 25 mais introspectivo. Eu pude mudar essa situação que não me fazia feliz e ressignificar todos esses anos que me sentia só.

Sabe, te convido a refletir sobre os motivos de você não gostar tanto dessa data, a pensar sobre o que gostaria que fosse diferente e de que maneiras você pode ressignificar também! Por vezes, ficamos tempo demais sofrendo por coisas que são fáceis de alterar e, fala a verdade, a vida já é muito complicada para vivermos o Natal chateados também!

Mas, vamos lá! Pare e pense no que o faz se sentir assim, se é o consumismo exacerbado, a agitação de fim de ano, a “magia” que surge do “além”, os amigos secretos, celebrações de fim de ano, o encontro com a família e com pessoas que não te fazem bem ou até mesmo uma pressão que a sociedade impõe em nos sentirmos felizes…

Continua após a publicidade

Você sabia que tem até mesmo um nome para as pessoas que não se identificam com essa data? Chama-se síndrome de Grinch. Remetendo-se ao filme “O Grinch” de 2000, da criatura verde que não suportava o Natal

Independente de sua religião, hoje te convido a pensar no Natal como um renascimento, como um novo ciclo, uma celebração da vida. Que tal aproveitar a data para refletir sobre o seu ano, suas atitudes, suas conquistas, suas expectativas?! (Falaremos mais sobre isso no texto do próximo Sábado!)

Aproveite e tire um tempo pra você, faça algo que você sempre quis e não tinha tempo, ou até mesmo aproveite que as outras pessoas estão focadas em outras funções e se divirta fazendo coisas diferentes das habituais! Você não é obrigado a gostar do Natal, mas pode fazer algo por si mesmo, para não sofrer tanto nessa data! 

_______________________________________________________________________

Oi, eu me chamo Priscila Conte Vieira, mas pode me chamar de Pri! Sou psicóloga, palestrante e mentora. Atuo na psicologia clínica, sou especialista em Psicologia Positiva, pós graduanda em Terapia Cognitivo Comportamental, master em autoconhecimento, coach de vida, practitioner em PNL e também criadora do Podcast Respira, não pira (que tal dar uma conferida lá no Spotify?!)

Estarei por aqui todas as semanas, abordando temas da Psicologia Positiva, felicidade, bem-estar e os auxiliando a serem as suas melhores versões, por meio do autoconhecimento e florescimento. Para saber mais sobre mim e me acompanhar no dia a dia, é só me seguir no Instagram! Estou por lá como @psi.priscilaconte Te vejo no próximo Sábado! Até mais <3

Continua após a publicidade

Publicidade