O novo campeão em ômega-3

Um crustáceo chamado krill deixou as outras fontes de ômega-3 para trás

O salmão, a sardinha e o atum são grandes fontes desse ácido graxo, que protege o coração e a memória. Mas, vindo do krill (aquele crustáceo que as baleias adoram!), ele é mais bem absorvido. “Por ter uma maior concentração de fosfatidilcolina – lipoproteína encontrada na membrana que reveste as nossas células –, o ômega-3 dele é 30% mais aproveitado pelo organismo. Além disso, é livre das toxinas presentes nos peixes”, diz Fábio Cardoso, médico especialista em medicina preventiva e longevidade, de Blumenau (SC).

Benefícios extras

Já a astaxantina – substância que dá a intensa cor vermelha ao krill – evita a oxidação do ômega-3, prolongando sua ação antioxidante. Outra vantagem é não provocar refluxo, assim, você não corre o risco de passar o dia com o gosto de peixe na boca. Mas o preço é salgado: recém-aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, ainda custa o triplo (ou mais) que o ômega-3 dos peixes. Mas, em vez de 3 cápsulas por dia, você precisa só de 1 do óleo de krill.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s