Corrida: não deixe que lesões prejudiquem todo seu progresso

Quem ajuda você em caso de ficar parada por um tempo é o psicoterapeuta colunista de BOA FORMA

Por Marco Antonio de Tommaso Atualizado em 7 Maio 2017, 16h40 - Publicado em 7 Maio 2017, 16h38

“Sou publicitária e meu hobby é correr, mas o excesso de treinos provocou uma lesão na minha lombar. O médico indicou repouso e analgésicos, mas retomei a planilha em seguida. Resultado: fiquei travada e os exames revelaram uma hérnia de disco. Fui obrigada a suspender os exercícios por tempo indeterminado. Triste e com 6 quilos a mais em poucas semanas, tentei trotar, mas a dor foi insuportável. O que devo fazer?” Carolina*, 25 anos, 1,70 metro de altura, 78 quilos.

Carolina, praticar uma atividade física com frequência é ótimo, todo mundo sabe. Mas tem limite: em excesso, o exercício sobrecarrega o organismo e prejudica o esqueleto. Você precisou sentir isso na pele para acreditar. Agora só tem uma solução: respeitar rigorosamente as orientações do seu médico e se armar de paciência até a recuperação total.

Leia mais: Conselhos para evitar lesões na corrida

Aproveite esse período para repensar seu comportamento: por que treinar tanto? Será que é para compensar algo de errado no trabalho ou a endorfina produzida na corrida proporciona a alegria que talvez esteja faltando na relação amorosa? Mesmo um profissional com preparo físico absurdo pode se lesionar. Você não precisa se expor tanto.

Quando estiver liberada para correr ou praticar qualquer outro exercício, faça isso não só com foco em um corpo em forma mas também no seu bem-estar. Até lá, em vez de comer porque está triste, ajuste a dieta. Reduza as porções de acordo com seu gasto calórico atual. E não se esqueça: quanto mais colaborar com as recomendações médicas, mais rápido você vai sair dessa!

  • Continua após a publicidade
    Publicidade