“Mirror, mirror”: a tática fitness de Khloé Kardashian

A socialite americana estreou o Revenge Body with Khloé, reality show que irá ajudar mulheres a emagrecer a partir da transformação do modo de pensar

Khloé Kardashian – irmã fitness do clã Kardashian – surpreendeu todo o mundo no ano passado quando apareceu com curvas mais sequinhas na capa da revista americana Shape. De lá para cá, ela levantou a bandeira para que as mulheres também transformem seu corpo, só que de forma saudável, mudando primeiro a mente. Ontem (14), ela estreou no Brasil seu primeiro programa solo, o Revenge Body with Khloé, às 23h no canal fechado E! Entertainment Television.

Khloé Kardashian durante gravação de seu novo programa de TV Revenge Body With Khloé

(Nicole Weingart/E! Entertainment/BOA FORMA)

BOA FORMA conversou com exclusividade com Simone de La Rue, uma das treinadoras do reality show, para descobrir o que é o “mirror, mirror”, uma técnica simples – mas muito eficiente – de autoaceitação. “As mulheres costumam não gostar de se olhar no espelho porque enxergam apenas os pontos negativos”, comenta a especialista. Para mudar essa realidade, Simone pede para que suas alunas encontrem duas qualidades e fale em voz alta. A cada dia, a ideia é que a lista aumente.

Leia também“A minha celulite está mudando vidas”, diz modelo plus size sobre autoaceitação

“É como se fosse um mantra de autoconfiança que faz com que elas se amem mais do jeitinho que são”, diz a treinadora, que também criou o método Body By Simone, uma mistura de dança e exercícios funcionais. “Nunca gostei de corrida, bike ou natação. Mas precisava de uma atividade aeróbica para manter a forma e queimar calorias. Apesar de ser mais lúdica, a dança consegue fazer um trabalho cárdio bem interessante.”

Ela sugere que você intercale abdominais, agachamentos e aparelhos de musculação com alguns minutos de dança, como passos inspirados no balé, no hip hop ou até nas coreografias de cheerleaders. “Os benefícios vão além do corpo: equilíbrio, coordenação e até o cérebro entram no pacote.” E o melhor: mover o esqueleto, sem censura, ao som de música traz muito mais empoderamento para a mulher.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s