Continua após publicidade

Dieta rica em cálcio previne pedra no rim, diz estudo

Os cálculos podem causar não apenas dor excruciante, mas também estão associados à doença renal crônica, osteoporose e doenças cardiovasculares

Por Larissa Serpa
Atualizado em 5 set 2023, 15h40 - Publicado em 30 ago 2022, 08h33

Os pesquisadores da Mayo Clinic publicaram um estudo prospectivo no começo de agosto em que investigaram o impacto das mudanças na dieta na formação de pedras nos rins.

“Se você já teve uma pedra nos rins uma vez, você tem 30% de chance de ter outra pedra nos rins dentro de cinco anos, principalmente se não tiver o acompanhamento adequado e mudanças na dieta. E o leite, rico em cálcio, pode ser um aliado”, já explica a médica nefrologista Dra. Caroline Reigada.

BEBA ÁGUA (E LEITE)

Os resultados do estudo mostram que não apenas a menor ingestão de água leva às pedras mas também a menor ingestão de cálcio e potássio.

A ingestão de líquidos de menos de 3.400 mililitros por dia, ou cerca de nove copos por dia, está associada à formação de cálculos pela primeira vez.

Já, o baixo teor de cálcio e potássio na dieta foi um preditor mais importante do que a ingestão de líquidos da formação recorrente de cálculos renais, segundo o estudo. Ou seja, em ter pedras novamente, se você já teve antes.

Continua após a publicidade

“Ao contrário do que muitas pessoas pensam, é recomendado consumir de 4 a 5 porções de leite ou seus derivados. O corpo humano necessita de uma ingestão diária de, pelo menos, 1g de cálcio. Cada copo de leite (200 ml) tem aproximadamente 200 mg de cálcio, então para suprir a necessidade diária, são necessários 5 copos de leite por dia. Você pode substituir o leite por derivados como queijo branco com pouco sal, ricota, iogurtes e coalhadas”, conta a médica. 

E O POTÁSSIO?

O cálcio se mostrou importante para evitar novas formações, mas o cálcio anormalmente elevado na urina (hipercalciúria) também aumenta o risco de desenvolver pedras nos rins. “Assim, para reduzir a excreção de cálcio na urina, o consumo elevado de potássio reduz adicionalmente o risco de formação de pedra nos rins”, diz a médica nefrologista.

Por isso, consuma:

  • banana (358mg de potássio),
  • abacate (485mg),
  • salmão (628mg),
  • batata (535mg),
  • leite (154mg),
  • espinafre (558mg),
  • chocolate meio amargo (830mg),
  • pistache (1.025mg),
  • castanha-do-pará (659mg) e
  • cogumelos (318mg)
Continua após a publicidade

Publicidade