Como sair da dieta cetogênica?

Acompanhamento médico e paciência são a chave para deixar a dieta - e não perder seus resultados

Por Amanda Ventorin Atualizado em 29 abr 2022, 19h34 - Publicado em 6 Maio 2022, 10h00

Muito popular, a dieta cetogênica se baseia em uma alimentação com baixo teor de carboidratos e proteínas, se concentrando em alimentos ricos em gorduras (boas!). Isso faz com que seu corpo entre em estado de cetose, usando a gordura como fonte de energia, ao invés dos carboidratos.

Segundo Márcio Velasques, especialista em emagrecimento, essa dieta pode trazer diversos benefícios como a redução do percentual de gordura (preservando a massa muscular e o controle da taxa metabólica basal), controle da glicemia, melhora nos níveis de insulina, redução dos níveis de triglicérides além de foco mental e disposição.

Apesar dos benefícios, a dieta cetogênica não é indicada para todos ou por um longo período de tempo. “Por ser uma dieta muito restritiva é difícil estar em cetose por longos períodos de tempo; o ideal seria altar em períodos como 4-6 semanas por até 2 anos” conta o profissional.

Além de ser algo difícil de se mantes, alguns problemas podem surgir ao estender muito a sua prática. “Uma razão pela qual uma pessoa pode querer parar com a dieta cetogênica é se seu painel lipídico piorar”, observa a nutricionista Haley Hughes. “Se uma pessoa com alto risco de doença cardíaca está ingerindo quantidades maiores de gordura saturada e fontes de colesterol enquanto consome menos fibras de grãos integrais, feijões, frutas e vegetais ricos em amido, eles podem aumentar os níveis de colesterol”.

COMO SAIR DA DIETA CETOGÊNICA

Antes de mais nada, lembre-se que para entrar e sair da dieta cetogênica é necessário buscar apoio profissional para recalcular gradativamente a quantidade e distribuição dos macronutrientes.

1

TENHA UM PLANO

Um dos problemas mais comuns na hora de sair de uma dieta é saber sobre o que fazer a seguir. “A maioria das pessoas acaba voltando à forma como comiam anteriormente, o que não estava funcionando para elas antes, então por que funcionaria agora?” conta a nutricionista esportiva Shoshana Pritzker.

“Sua melhor aposta é ter um plano sobre o que você vai comer e como você vai começar a incorporar carboidratos de volta à sua dieta”. Para fazer isso, é importante consultar um nutricionista.

2

FIQUE ATENTO AS PORÇÕES

Sair de qualquer dieta rigorosa pode ser difícil. O ato de restringir carboidratos por tanto tempo pode levar a um exagero na hora de comê-los novamente, por isso é importante ficar atento as porções nas primeiras refeições após sair da cetogênica e buscar um acompanhamento profissional. Márcio Velasques compartilha que as chances de ganhar peso durante esse período sem ajuda profissional são altas.

Continua após a publicidade

3

COMECE COM OS CARBOIDRATOS NÃO PROCESSADOS

Você pode até estar querendo comer a lasanha servida no almoço de domingo após as restrições da dieta cetogênica, mas apesar de poder, começar por esses carboidratos pode não ser a melhor escolha. Haley recomenda consumir grãos integrais, feijões e legumes em um primeiro momento.

4

VÁ DEVAGAR

Nosso corpo se adapta, isso é fato. Ao sair da dieta cetogênica, é importante tentar introduzir os carboidratos de maneira lenta e gradual para evitar qualquer desconforto (como uma constipação) que possa surgir. “Comece adicionando carboidratos em uma refeição por dia. Tente isso por algumas semanas e veja como seu corpo responde. Se as coisas estiverem indo bem, adicione carboidratos em outra refeição ou lanche.” aconselha Pritzker.

O QUE ACONTECE QUANDO VOCÊ SAI DA DIETA CETOGÊNICA

Márcio explica que é comum ter picos altos (e baixos) de glicose no sangue ao mudar a alimentação. Essas alterações podem levar a alterações de humor, hiperatividade e fadiga e nervosismo, portanto, fale com seu médico se tiver algum desses sintomas.

A retenção de líquido também pode ocorrer durante esse período de adaptação. Ligado aos alimentos ricos em fibra, seu corpo precisa de um tempo até se acostumar a ingeri-los novamente (embora alimentos como feijão e pão germinado sejam bons para você). Geralmente a sensação diminui dentro de alguns dias a algumas semanas.

Talvez você ganhe peso, mas não se assuste. Isso acontece pois rande parte do peso perdido ao cortar carboidratos é inicialmente o peso da água, e ao reintroduzi-los na sua dieta, você também introduz água adicional.

Cada grama de carboidrato, você obtém 4 gramas de água. Isso pode fazer você sentir que ganhou muito peso rapidamente, embora muito provavelmente seja retenção de água.”, conta Pritzker. Esse tipo de ganho de peso da água se aplica a todos que saem da dieta cetogênica, mas aqueles que estão fazendo isso por um período mais curto e perderam apenas uma pequena quantidade de peso na dieta podem notar mais.

Continua após a publicidade

Publicidade