Terapia e felicidade, com Priscila Conte Vieira A psicóloga Priscila Conte Vieira (CRP 08/30418), especialista em psicologia positiva, auxilia você a ter uma vida mais leve e mais feliz!

Não me sinto tão feliz, e agora?

Como lidar com o viés da negatividade do cérebro e mudar nossos comportamentos e pensamentos

Por Priscila Conte Vieira 3 abr 2021, 10h07

Felicidade é aquela junção de sentimentos prazerosos e de bem-estar. Porém é extremamente importante salientar que ninguém consegue ser feliz o tempo todo. As pessoas podem ser muito otimistas, positivas e encontrar formas de viver a felicidade. Mas todos nós passamos por momentos difíceis!

O que eu acredito ser a melhor parte dessa jornada é que nós podemos mudar nossos comportamentos e pensamentos para que possamos viver uma vida mais feliz! Conseguimos moldar a forma como agimos perante determinadas situações e  conseguimos alterar o nosso olhar para focarmos no bom, e não no negativo.

Você sabia que nosso cérebro possui um viés da negatividade, que faz com que a maioria das pessoas tenha a tendência a recordar e perceber apenas o negativo?! Pois é! E isso pode ser moldado cognitivamente, através da sua atenção e atos conscientes, em busca do bem-estar. Afinal, o otimismo pode ser aprendido!

Isso quer dizer que, até nos nossos dias mais difíceis, conseguimos pensar em coisas boas que aconteceram. Ou então, conseguimos criar micro momentos de positividade, que possam nos gerar esse bem-estar! (Como por exemplo: pausar e respirar fundo, conversar com um amigo, olhar para a natureza, meditar, tomar um chá, ouvir uma música que goste… coisas pequenas e que façam sentido para você).

Mas não podemos esquecer que também existem doenças mentais que afetam nosso cérebro quimicamente e que elas podem estar dificultando a nossa vivência da felicidade. Então, se você está passando por isso, ou mesmo buscando acrescentar esses momentos, e não está se sentindo mais feliz, por favor, não exite em pedir ajuda! Os profissionais da saúde estão aqui para auxiliar as pessoas!! Às vezes, medicações podem ser necessárias. Afinal, doenças mentais também são doenças e precisam ser tratadas com seriedade!

Agora vamos para a nossa prática do dia: te convido a refletir quais são as coisas do seu cotidiano que te trazem emoções positivas e de que forma você poderia acrescentá-las mais vezes na sua rotina. Além disso, te convido a tentar criar micro momentos de positividade nos próximos 7 dias! Escolha pequenas coisas que possam fazer a diferença e coloque em prática no seu dia a dia, depois, eu adoraria saber como foi a sua experiência!

Ser mais feliz também é uma questão de tirar o foco do negativo e colocá-lo no positivo, mudando nossos pensamentos e comportamentos! Afinal, o que focamos, expande! Então seria incrível focarmos nas coisas positivas e elas se ampliarem, não é mesmo?! Se você não se sente tão feliz quanto gostaria, perceba se não está com a atenção voltada para o lado da negatividade. 

É possível ser mais feliz!  E você também merece ser viver isso!

Vamos juntos nessa jornada?

  • Continua após a publicidade
    Publicidade