Comer menos arroz e feijão fez brasileiros engordarem, alerta FAO

Mudanças dos hábitos alimentares fizeram os índices de obesidade atingirem 51% da população por aqui

Por Eliane Contreras 21 Maio 2017, 07h59

A substituição da dupla por alimentos ultraprocessados, como salsicha, nuggets e macarrão instantâneo, contribuiu para que o número de pessoas acima do peso no Brasil batesse um novo recorde – atualmente, 51% da população beira à obesidade.

Leia mais: Brasileiros estão mais obesos, mas menos sedentários. Como pode?

O alerta é de um relatório recém-divulgado pela FAO, órgão das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, que avaliou as mudanças alimentares dos países da América Latina e do Caribe.

Entenda: Exercício pode anular efeitos da obesidade no coração, diz estudo

Bahamas, México e Chile apresentaram um crescimento ainda maior nos índices de sobrepeso – 69%, 64% e 63%, respectivamente. No total, são 360 milhões de pessoas que deveriam colocar em prática o mantra da nutrição saudável: “descascar mais e desembalar menos”.

 

Continua após a publicidade

Publicidade