Como a Spice Girl Geri Halliwell venceu a bulimia

A cantora revelou detalhes sobre a sua luta contra a doença, que aconteceu no melhor momento de sua carreira

Por Redação Boa Forma Atualizado em 28 out 2016, 14h47 - Publicado em 30 ago 2016, 13h36

Se você viveu ou conhece a cena da música pop dos anos 90, sabe que não havia força maior do que as Spice Girls. Recentemente, a ex-integrante do grupo, Geri Halliwell contou abertamente como a pressão da mídia afetou o seu estado de espírito e a sua saúde. Na época, ela era obcecada por seu peso e, para controlá-lo, seguia uma rotina rigorosa de dieta e exercício. Em seguida, Geri ingeria muitas calorias e, depois, vomitava.

E mais: 8 maneiras de ajudar uma amiga com bulimia ou anorexia

Nenhuma das outras Spice Girls sabiam do transtorno alimentar da cantora, já que a bulimia – transtorno psiquiátrico em que a pessoa experimenta ataques compulsivos, em que abusa da comida, depois se arrepende e provoca o vômito para não engordar – pode demorar a mudar o corpo. Felizmente, ela conseguiu o apoio que precisava para se recuperar graças aos familiares e amigos, como o cantor britânico Robbie Williams, e o auxílio de um programa para quem sofre com esse tipo de doença. Hoje, Geri afirma ter uma relação saudável com a comida.

Veja também: “O desejo de construir uma família me salvou da anorexia”, diz Isabella Fiorentino

Mas sua história de transtorno alimentar é comum. De acordo com a organização americana National Eating Disorders Association (Neda), cerca de 80% das pessoas que têm bulimia nervosa são mulheres, e cerca de 1 a 2% de todas as mulheres adolescentes e adultas terão problemas com comer demais e depois vomitar.

Publicidade