O seu intestino também fica doido quando você menstrua?

Seja diarreia, seja constipação, muitas mulheres já perceberam que o intestino desregula no período menstrual. Mas por que isso acontece?

Por Marcela De Mingo Atualizado em 16 set 2021, 15h38 - Publicado em 22 set 2021, 08h00

Se você é uma pessoa que menstrua, já deve ter passado por essa situação: durante o período de tensão pré-menstrual, o intestino trava. Quando a menstruação desce, ele solta também. Às vezes, você vai ao banheiro com mais frequência do que nos outros momentos do seu ciclo. Já parou para se perguntar o porquê disso acontecer? 

Qual a relação entre a menstruação e o seu intestino? 

Segundo a Dra. Fernanda Pepicelli, ginecologista e obstetra da Clínica MedPrimus, não existe uma lógica totalmente mapeada das causas que levam o intestino a desregular durante o período menstrual – mas é um fato que muitas pessoas que menstruam experienciam esses desconfortos. 

Alguns estudos, conectam essa irregularidade à variação hormonal que acontece no corpo e leva ao sangramento: o aumento de estrogênio e queda da progesterona, principalmente. São essas alterações que também acabam gerando inchaços e outros desconfortos que delatam a chegada do ciclo. 

“Algumas mulheres relatam que o intestino fica mais solto e outras relatam obstipação”, explica a Dra. Fernanda. “Acredita-se que as prostaglandinas produzidas durante o ciclo menstrual, as mesmas que promovem a contração uterina, venham a interferir na musculatura intestinal alterando sua função.”

Para quem não conhece, a prostaglandina é uma substância semelhante a um hormônio e tem algumas funções no corpo, dentre elas, auxiliar na contração de músculos, na dilatação e na constrição de vasos sanguíneos. 

Por isso é comum ouvirmos (ou experienciarmos) relatos de diarreia, aumento de gases, intestino preso, aumento de cólicas intestinais e até alteração no apetite.   

Como melhorar esses sintomas? 

Todo mundo entende o desconforto que é passar mais de um dia com o intestino preso ou o contrário, com ele super solto. Mas a boa notícia é que, principalmente para quem lida com esses sintomas no período pré ou menstrual, eles não são permanentes e podem ser minimizados. 

De acordo com a médica, o principal é manter o foco no estilo de vida, ao invés de buscar soluções imediatas: isso significa priorizar uma dieta equilibrada com bastante fibra, baixa ingestão de gorduras e maior ingestão de água. Além disso, realizar atividades físicas também pode ajudar, tanto no alívio de sintomas como o inchaço e o cansaço típicos desse período, como com o movimento intestinal.  

Continua após a publicidade
Publicidade