Você precisa começar a praticar esses 7 tipos de descanso (é sério!)

Descansar não é só dormir mais ou relaxar, mas nutrir o corpo, a mente e até os seus sentidos com momentos para respirar

Por Marcela De Mingo Atualizado em 4 jan 2022, 15h08 - Publicado em 13 jan 2022, 08h00

Nunca se falou tanto em descansar quanto agora. Depois de anos em que o burnout virou o assunto do momento (e foi oficializado como doença incapacitante), é o mínimo que descansar se torne uma prioridade. Porém, mais do que passar um dia inteiro dormindo ou assistindo as suas séries favoritas, o descanso surge em muitas camadas – são sete, para sermos exatos.  

A importância do descanso

Antes de entrarmos nos diferentes tipos de descanso, é essencial entendermos porque ter períodos de folga é tão importante. “O descanso é a forma que temos para restaurar nossas energias“, explica a psiquiatra Maria Francisca Mauro. “Por isso, não podemos negligenciar este momento de voltarmos ao nosso estado de tranquilidade e termos uma capacidade para poder ponderar ao invés de simplesmente manter uma rotina que não nos atropele.”

Isso significa que descansar pode ser um conjunto de coisas, como noites de sono restaurador, finais de semana de desconexão e, principalmente, a capacidade de dizer não. Dessa forma, explica a psiquiatra, é possível determinar um limite para o excesso que nos rodeia. Não descansar propicia um aumento do estresse, do nível de tensão e, consequentemente, pode propiciar também uma abertura ao adoecimento emocional. 

Os diferentes tipos de cansaço

Dito isso, vamos olhar agora para o outro lado. Precisar descansar é um sinal de cansaço, mas muita gente já sabe que não só de noites de sono se faz um corpo realmente descansado. No mínimo, é possível perceber o cansaço físico e o mental – aquele que sentimos depois de um dia muito intenso no trabalho, por exemplo.  

É importante sabermos diferenciar o que precisamos“, diz ela. “Quando sabemos o que estamos sentindo, se estou com sono, cansaço ou tensão, pode-se cuidar de forma mais precisa da nossa necessidade. Também, se conseguimos perceber se a carga mental está muito alta e precisamos dar um intervalo de minutos, de horas ou mesmo aliviar por uns dias para voltar ao normal.”

Aliás, isso acende um alerta: o cansaço diariamente pode ser um sinal de que algo precisa ser cuidado, seja da saúde física ou mental, e o primeiro passo para isso acontecer é prestar atenção

“Descanso é necessário e não preguiça”, continua a psiquiatra. “Por isso, precisamos não negligenciar as nossas necessidades para não adoecer e ter maior qualidade de vida”. 

A médica Saundra Dalton-Smith ficou conhecida ao dar uma palestra no TED em que fala exatamente sobre os diferentes tipos de cansaço e, por consequência, necessidades de descanso. São eles: 

  • Descanso físico: pode ser passivo (como tirar uma soneca ou dormir mais) ou ativo (como ioga, massagens e outras terapias que ajudam a circulação do sangue e o relaxamento muscular).  
  • Descanso mental: pense nos momentos longe do trabalho, como férias e finais de semana, mas também nas pequenas pausas ao longo do dia, que ajudam a aliviar a carga mental. 
  • Descanso sensorial: relacionado aos seus sentidos, como luzes fortes e muito brilhantes, barulhos muito altos, ambientes com muita conversa. Para esse descanso, o ideal é reservar algum tempo no silêncio, longe das telas brilhantes e dos fones de ouvido com música alta, por exemplo. 
  • Descanso criativo: para quem lida com soluções de problemas e sessões constantes de brainstorming, esse tipo de descanso é essencial. É um período perto da natureza, longe dos estímulos tradicionais, ou apreciando a arte, buscando novas referências e tendo novas experiências criativas, como ir a um restaurante novo ou visitar um museu. 
  • Descanso emocional: significa ter o espaço e o tempo necessários para lidar com as próprias emoções. A terapia, por exemplo, é a forma mais conhecida e acessível de encontrar o descanso emocional necessário. 
  • Descanso social: como andam as suas interações sociais? São com pessoas que acrescentam ou que sugam a sua energia? Cercar-se de pessoas positivas (isto é, que apoiam e acolhem as suas escolhas e sentimentos, que estimulam o seu crescimento) é essencial para se recuperar de situações sociais que nos drenam. 
  • Descanso espiritual: por fim, o último (mas não menos importante) tipo de descanso é o espiritual. É a nossa capacidade de nos conectarmos com algo maior, seja uma sensação de propósito ou um sentimento de amor verdadeiro. Para isso, práticas espirituais, meditação e até envolvimento com a comunidade são uma forma de nos nutrirmos e descansamos emocionalmente. 

 

Continua após a publicidade

Publicidade