Famosas mostram indignação com vídeo machista de brasileiros na Rússia

Celebridades como Bruna Linzmeyer, Fernanda Lima e Monica Iozzi postaram nas redes sociais repúdio ao comportamento de torcedores brasileiros na Copa

Por Gislene Pereira Atualizado em 28 jun 2018, 11h37 - Publicado em 18 jun 2018, 19h05

A Copa do Mundo 2018 não começou bem para o Brasil – e nem estamos falando do empate em 1×1 com a Suíça na estreia da Seleção, no último domingo (17). Um dia antes de Neymar e companhia entrarem em campo, um vídeo com pelo menos seis brasileiros pulando e gritando frases machistas para uma mulher começou a circular nos grupos de WhatsApp. O episódio lamentável rapidamente ganhou as redes sociais e hoje (18) várias famosas usaram seu perfil no Instagram para mostrar sua indignação com o fato.

  • A atriz Bruna Linzmeyer foi uma das primeiras a repudiar o ato vergonhoso dos torcedores em Moscou. Na tarde de hoje, ela repostou as imagens, escondendo o rosto da mulher que sofreu o assédio – no vídeo original, é possível perceber que, apesar de a vítima aparecer pulando e cantando, ela não sabe o significado das frases (que fazem referência à cor da sua vagina).

    View this post on Instagram

    Não é engraçado. É machismo. Misoginia. E vergonha. Muita vergonha. #MachismoNaCopa #NãoPassarão

    A post shared by b r u n a l i n z m e y e r (@brunalinzmeyer) on

    A apresentadora Fernanda Lima, que é assumidamente apaixonada por futebol e feminista, também se indignou com a atitude. “Brincadeira de mau gosto de brasileiros na Rússia com uma mulher que sequer sabia o que estava repetindo. Não é engraçado. É machismo. Misoginia. E vergonha. Muita vergonha.“, escreveu em seu perfil.

  • Monica Iozzi recusou-se a postar o vídeo, mas se manifestou conta o ataque. “Me recuso a divulgar cenas que propaguem ódio, desrespeito, humilhação. Mas eu não conseguiria não falar sobre este vídeo horrendo. Constrangida por ver meu país sendo representado mundo afora por este tipo de gente. Indignada ao ver mais uma mulher sendo tratada com tamanho escárnio e desrespeito.”

    View this post on Instagram

    Nojo. Vergonha. Revolta. Me recuso a postar o vídeo aqui. Me recuso a divulgar cenas que propaguem ódio, desrespeito, humilhação. Mas eu não conseguiria não falar sobre este vídeo horrendo. Constrangida por ver meu país sendo representado mundo afora por este tipo de gente. Indignada ao ver mais uma mulher sendo tratada com tamanho escárnio e desrespeito. Que nojo… que nojo…

    Continua após a publicidade

    A post shared by Monica Iozzi (@monica.iozzi) on

    Outras celebridades como Tainá Muller, Ivete Sangalo, Taís Araújo e Debora Nascimento também lamentaram o fato publicamente.

    BOA FORMA entrou em contato com o advogado Diego Jatobá  um dos brasileiros que aparecem no vídeo, mas não teve resposta.

    Mais casos de misogenia

    Apesar de estarmos apenas nos primeiros dias do Mundial, aparentemente esse não foi o único vídeo em que brasileiros ridicularizam mulheres que não falam a língua portuguesa. O perfil Empodere Duas Mulheres divulgou novo material que supostamente teria sido gravado na Rússia.

    View this post on Instagram

    E os vídeos da Rússia não param de chegar…

    A post shared by May Fanucci (@empodereduasmulheres) on

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade