Unesco declara ioga Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

A decisão foi anunciada em evento realizado na Etiópia

Por Redação Boa Forma Atualizado em 2 dez 2016, 17h04 - Publicado em 2 dez 2016, 12h17

A Unesco anunciou, na última quinta-feira (01), que a ioga agora faz parte do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, que busca preservar e respeitar manifestações culturais e tradições de todos os povos. O anúncio foi feito durante a 11ª sessão do Comitê Intergovernamental para a Proteção do Patrimônio Cultura Imaterial da Humanidade, que teve início no dia 28 de novembro, na Etiópia.

Leia mais: Mulher com síndrome de Down inspira muitas pessoas a amarem a ioga

Em seu site, a Unesco justificou a escolha: “a filosofia por trás da prática da ioga na Índia Antiga influenciou vários aspectos de como a sociedade indiana funciona, seja em áreas como a saúde, seja em relação à educação e às artes”.

Entenda: Por que a ioga não deve ser a sua única forma de se exercitar

A entidade também afirma que as poses, a mediação, a respiração e outras técnicas da modalidade oriental ajudaram as pessoas a conquistarem autorrealização e a diminuírem sofrimentos que elas enfrentam. “A ioga é praticada por jovens e idosos, sem discriminação de gênero, classe ou religião, e também se tornou popular no mundo todo”, destaca a Unesco.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade