10 estratégias (fáceis!) para transformar o seu corpo ainda este ano

Em vez de desistir, mude de atitude e continue motivada para alcançar a sua meta

1. Defina sua meta
Pare por cinco minutos e pense por que você decidiu que queria malhar este ano. Deixe um pouco de lado os termos genéricos, como “emagrecer” e “ganhar qualidade de vida”, e determine com precisão o que deseja! Pode ser entrar naquela calça que você comprou anos atrás, completar 10km na corrida ou melhorar os resultados dos exames médicos. É importante que você tenha como medir essa conquista. Em seguida, reflita sobre os valores mais amplos que estão por trás do seu desejo. Descubra o que você busca no fundo, no fundo (autoestima, saúde, novos amigos…) e mentalize essas questões quando for difícil levantar da cama.
 

2. Delimite pequenas ações
Estipular uma data para sua meta ajuda a pôr fim a alguns frequentes boicotadores – lembra daquela preguiça matutina? Tendo esse prazo, programe-se e escreva um cronograma de quando e o que você vai treinar em cada dia. Um estudo publicado no periódico norte-americano Harvard Business Review mostrou que esse tipo de organização aumenta suas chances de sucesso em… 300%! Que tal trocar aquele tempinho a toa no facebook pela esteira? “Vinte minutos diários de exercício de alta intensidade são o suficiente para mudar seus hábitos e trazer benefícios ao corpo. ” Rodrido Cenzi, diretor técnico da academia Leven, em São Paulo.
 

3. Encontre sua tribo
Não é porque a sua melhor amiga amaaa crossfit – e perdeu 5 quilos com a modalidade – que você tem que sair empurrando pneu por aí. Aproveite a diversidade de estúdios fitness que surgiram nos últimos anos e experimente novas modalidades: balé fitness, spinning, muay thai, funcional… Muitos deles não exigem taxa de matrícula e só cobram por sessão. Outra opção é a plataforma digital EstúdioPass, que tem convênio com companhias de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Curitiba. Assinando a mensalidade, você pode conhecer uma aula diferente a cada dia.
 

4. Comemore suas conquistas
Semanalmente, contabilize sua evolução, como quantas vezes foi à academia ou qual distância pedalou. Já existem ótimas opções de aplicativos que monitoram seus passos e seu gasto calórico (veja mais na reportagem Mexa-se!). “Ao acompanhar esses pequenos progressos, você consegue perceber se está no caminho certo. E, caso os resultados não sejam o esperado, é possível ajustar a tempo alguns pontos da sua rotina”, diz a psicóloga Flora Victoria, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Coaching.
 

5. Não exagere
Uhu! Passaram-se algumas semanas e, agora, você não consegue ficar um dia sequer sem exercícios. Parabéns! Só cuidado para não ir além do que o seu corpo aguenta. Pesquisadores da Universidade de Montreal, no Canadá, dobraram o ritmo de treino de dez atletas e, ao final de quatro semanas, viram que sete deles apresentaram sintomas de overtraining.
 

6. Vista-se como uma atleta
Nada de ir para a academia com aquela camiseta velha. Pesquisadores da Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos, associaram o uso de peças fitness com uma melhor performance.
 

7. Vá em dupla
Ela não precisa ser a sua melhor amiga, mas mande um WhatsApp quando estiver indo à academia. Uma pesquisa britânica encomendada pela rede fitness Virgin Active acompanhou a rotina de mil mulheres e concluiu que aquelas que malham com companhia praticam exercícios por mais tempo e queimam um maior número de calorias. Além de a sua parceira garantir que você não fique deitada no sofá, o ritmo dela influencia a intensidade do seu treino. Uma competição saudável é bem-vinda!
 

8. Curta o momento
Burpees, abdominais, tiros e saltos… A sequência até parece uma sessão de tortura, mas algumas mudanças de postura vão transformar seu treino em algo tão prazeroso quanto uma happy hour – acredite, a ciência comprova. Relembrar boas experiências também funciona. (Vale pensar na primeira vez que cruzou uma linha de chegada.) De acordo com um estudo alemão da German Sport University, competidores que recordaram situações alegres correram mais rápido e se sentiram mais felizes durante a prática do que aqueles que mantiveram a mente neutra ou ansiosa.
 

9. Varie para não enjoar
Você não come frango e batata-doce todos os dias (esperamos que não!). O mesmo vale para a atividade física. Saia da monotonia e mude os estímulos do seu treino. “Quem adora musculação pode colocar alguns minutos de corda entre cada máquina. Já aquelas que curtem funcional têm a opção de misturar as modalidades, adicionando luta no circuito, por exemplo”, diz Rodrigo Cenzi. Além de mandar o tédio embora, essa alternância obriga o seu corpo a correr atrás de novas adaptações musculares e cardiorrespiratórias.
 

10. Compartilhe
Um simples clique pode emagrecer mais do que 50 abdominais. Pelo menos é o que dizem pesquisadores norte-americanos da Universidade da Carolina do Sul. Após seis meses, pessoas com sobrepeso que dividiam sua rotina fitness e alimentar nas redes sociais perderam mais peso do que as offline. #atitudeboaforma

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s