Como manter os resultados do seu treino durante o Carnaval

Estratégias para curtir os dias de folia sem comprometer o shape pelo qual você batalhou tanto o ano todo

Por Redação Boa Forma - 24 fev 2017, 20h07

Foram várias horas dedicadas à academia e também inúmeras situações em que você teve de segurar a onda à mesa para adquirir o visual que desejava para o Carnaval. Daí, os dias de folia chegam e começam a surgir dilemas como “Será que bebo um pouco além do que estou acostumada ou mantenho a linha rígida na dieta?” ou “Preciso arrumar um horário para queimar calorias ou restrinjo meus exercícios às dancinhas nos blocos?”. Calma! O personal trainer Rodrigo Sangion, proprietário da academia Les Cinq Gym, ensina a curtir o feriado do jeito que você merece: sem comprometer suas conquistas até aqui!

Moderação na véspera
Se você sabe que vai cair na folia e mesmo assim quer fazer alguma atividade física na véspera, a ordem é não exagerar. “Fique com a musculação ou uma corrida leve e não se esqueça de alimentar-se bem. Fontes de carboidrato como batata, arroz e massa são ótimas para garantir energia para pular o Carnaval”, aconselha Sangion.

Leia mais: 17 ideias de penteados para curtir o bloquinho de Carnaval

O bloco é sua academia
Capriche nos movimentos de braços enquanto a música rola – imagine-se numa aula de zumba a céu aberto. Notícia surpreendente: uma hora na folia é capaz de despachar até 600 calorias. Seu coração também agradece, pois estará sendo exercitado com vigor.

Repouso no período de ressaca
Ninguém está imune aos efeitos da bebedeira – como enjoo e indisposição. Se você é jovem, está ainda mais propensa a ficar mal no dia seguinte: alguns estudos mostram que, com a idade, a sensação ruim após o consumo de bebidas alcoólicas diminui. Pesquisa realizada na Dinamarca com 50 mil pessoas de ambos os sexos, entre 18 e 94 anos, mostrou que os mais velhos têm menos ressaca, independentemente da quantidade e frequência de álcool consumido. A explicação é que, com o passar dos anos, o organismo perde a capacidade de digerir o álcool. “De qualquer forma, se a ressaca bateu, melhor repousar entre 12 e 20 horas antes de fazer alguma atividade física”, diz Sangion.

Leia também: 11 dicas para se recuperar da ressaca

Se beber, não malhe
Fazer algum esforço antes do período mínimo de 12 horas de descanso, como correr na praia, vai comprometer seu vigor físico e coordenação motora. “O álcool atua como relaxante, podendo interferir na força muscular e no sincronismo dos movimentos, sem contar que é tóxico para o tecido neurológico, deixando você propensa à fadiga”, afirma Sangion. Mais: a substância inibe a produção do hormônio antidiurético (ADH), o que nos faz ir mais vezes vezes ao banheiro. Portanto, malhar nessa situação fará com que você perca ainda mais água e sais minerais, o que aumenta o risco de desidratação.

 

Continua após a publicidade
Publicidade